Eletromobilidade

Unicamp contrata empresa para operar ônibus elétrico em linha circular dentro da Universidade

Foto: Divulgação Unicamp

Financiado pela CPFL Energia e fabricado pela BYD, o veículo é um Marcopolo Torino, com três portas e sistema completo de acessibilidade

ALEXANDRE PELEGI

A Unicamp – Universidade Estadual de Campinas vai contratar uma empresa para operar uma linha de ônibus elétrico circular interno no Campus de Barão Geraldo.

A contratação se oferta por Pregão Eletrônico e as propostas serão abertas no dia 10 de fevereiro de 2020.

A empresa contratada operará um Ônibus Elétrico BYD modelo D9W, de característica urbana, carroceria Piso Baixo, com 03 portas (dianteira, central e traseira) e sistema de acessibilidade, com espaço reservado para 1 cadeira de rodas.

O vencedor do certame será responsável ainda por operar o sistema de recarga do ônibus, também fornecido pela Universidade, além de ser responsável pela limpeza diária do veículo. O prazo é de 15 meses.

A empresa terá de contratada os funcionários para a prestação dos serviços nos horários contratados.

Os serviços de transporte serão executados de segunda-feira a sexta-feira, excetuados feriados e dias de ponto facultativo, nos horários das 06h30 às 23h30, com intervalos entre as viagens de, pelo menos, 5 minutos.

Excepcionalmente, os serviços serão executados aos finais de semana e em feriados, até 3 vezes por ano, em datas a serem definidas pela Unicamp e informadas com antecedência mínima de 5 dias.


Este será o segundo contrato feito pela Unicamp. Como mostrou o Diário do Transporte, no final de janeiro de 2020 a Universidade realizou um primeiro Pregão com a mesma finalidade e prazo. Relembre:  https://diariodotransporte.com.br/2020/01/28/unicamp-vai-contratar-empresa-para-operar-onibus-eletrico-no-campus/

PROJETO

Financiado pela CPFL Energia e fabricado pela BYD, o ônibus é alimentado por energia elétrica fotovoltaica fabricada na própria universidade.

A carroceria é de piso baixo, modelo Marcopolo Torino, com três portas e sistema completo de acessibilidade, além de espaço reservado para cadeirantes.

Atualmente, as unidades fotovoltaicas instaladas no campus têm a capacidade de 534 kWp (Quilowatts-pico), o que permite a operação do ônibus sem a necessidade de recorrer a outras fontes de energia elétrica.

O veículo 100% elétrico é parte da execução do projeto Laboratório Vivo de Mobilidade Elétrica, iniciativa sustentável do campus que se iniciou em 2017, em parceria com a CPFL Energia, dentro de uma chamada por projetos de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) para que universidades de todo o país busquem maneiras de economizar energia e fomentar inovações em sustentabilidade.

“Nossa ideia era plantar uma semente Segura à sustentabilidade no campus. O projeto começa com oportunidade essa, via ANEEL e CPFL, mais voltado à energia elétrica, mas nossa ideia é juntar várias iniciativas em outros setores, como a gestão de águas e de resíduos ” , explica Madson Cortes, professor da Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação (FEEC) e coordenador do Laboratório Vivo de Mobilidade Elétrica em nota para imprensa.

O Projeto Campus Sustentável conta com outras frentes, como a substituição de equipamentos antigos por novos, que consomem menos energia elétrica, entre outros.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Antonio disse:

    Gostaria de conhecer a Marcopolo ou a byd

Deixe uma resposta