Greve de ônibus em Presidente Prudente chega ao fim após 40 dias, mas frota não é total

São 41 ônibus em operação durante todo o dia; Linhas especiais não funcionarão

ADAMO BAZANI

Chegou ao fim de forma oficial nesta segunda-feira, 26 de julho de 2021, a greve de ônibus em Presidente Prudente, no interior de São Paulo, após 40 dias.

A informação é do sindicato da categoria para órgãos de imprensa locais.

Entretanto, a frota de ônibus em circulação é de apenas 41 veículos durante todos os horários nas linhas fixas. As linhas especiais e atendimentos não vão funcionar.

Os passageiros devem consultar os novos horários.

A greve foi encerrada após promessa do prefeito Ed Thomas de viabilizar os pagamentos atrasados dos trabalhadores até sexta-feira, 30 de julho de 2021.

Como mostrou o Diário do Transporte, a prefeitura decretou intervenção municipal parcial na empresa Pudente Urbano (Pruden Express).

Foi destacado Manoel Silva Félix da Costa como o interventor na empresa de ônibus pelo período de 90 dias corridos, que poderá ser prorrogado por mais 90 dias caso o poder público julgar necessário.

A cada 15 dias, o interventor precisará apresentar um relatório referente as atividades realizadas e em até 30 dias instaurar um processo administrativo para comprovar as causas que levaram à intervenção.

Se neste processo administrativo, for constatada a incapacidade da empresa Prudente Urbano (Pruden Express) em continuar a operação do serviço de transporte sem problemas quanto às suas obrigações, será decretada a caducidade do contato firmado em 2017.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/07/24/transporte-coletivo-de-presidente-prudente-sp-funciona-parcialmente-neste-sabado-24-prefeitura-cogita-caducidade-do-contrato/

A greve durante estes 40 dias teve dois dias com todos os ônibus recolhidos e em grande parte do período, circulou apenas uma parte da frota.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta