Eletromobilidade

Ebusco, da Holanda, vence licitação para 39 ônibus elétricos feitos com material sustentável

Novas tecnologias adotadas para o modelo de ônibus elétrico 3.0 vêm da aviação e da indústria aeroespacial

Ao invés de aço na carroceria, fabricante usou combinação de diferentes materiais, o que reduziu bastante o peso dos veículos – mais leves, autonomia pode chegar a 575 km com uma única carga

ALEXANDRE PELEGI

A Ebusco, empresa fabricante de ônibus da Holanda, vai fornecer em 2022 os primeiros ônibus elétricos totalmente montados com peças feitas por compósito.

Em comunicado da empresa nessa sexta-feira, 23 de julho de 2021, a fabricante informa ter vencido uma concorrência feita pela operadora holandesa Transdev Nederland.

A novidade do modelo é a tecnologia utilizada na fabricação da carroceria: ao invés de aço, são usados diferentes materiais com distintas propriedades físicas ou químicas (compósitos). Isso tornou o peso do ônibus Ebusco 3.0 um terço mais leve que a versão anterior, e até 25% mais leve do que os ônibus urbanos e intermunicipais regulares.

A Transdev Nederland que utilizará os veículos a partir de abril de 2022 em suas rotas urbanas e intermunicipais na região de Gooi e Vecht.

Mais leves, a Ebusco afirma que estes ônibus percorrerão uma média de 110.000 quilômetros por ano em uma base de carregamento plug-in.

A principal vantagem é o consumo de energia. Por ser muito menor, aumenta a capacidade de rodar muito mais quilômetros com apenas uma carga. Além disso, o compósito tem a vantagem de ser extremamente forte e, portanto, possibilita uma vida útil muito mais longa, o que permite que esses ônibus novos possam ser usados ​​por muitos anos.

A estimativa é que cada ônibus reduzirá a poluição de CO₂ em aproximadamente 1 kg por quilômetro rodado. Com base na encomenda feita pela Transdev, os 39 ônibus Edusco 3.0 possibilitarão uma redução de mais de 30 milhões de kg de CO₂ ao longo de todo o período do contrato.

Além da carroceria montada com peças compostas, há outras novidades. As baterias estão localizadas no piso, o que torna o ônibus muito mais estável e confortável para dirigir.

Além disso, em lugar de espelhos nos retrovisores, os ônibus são equipados com câmeras, o que aumenta a segurança.

Internamente, o Edusco 3.0 está mais espaçoso do que antes, com portas USB em todos os lugares, com ar-condicionado e wi-fi.

Com o baixo consumo de energia, a autonomia do Ebusco 3.0 não exige o carregamento provisório da bateria na maioria dos casos. Isso faz uma diferença considerável nos custos associados à infraestrutura de carregamento e ao tempo de carregamento. “Como empresa, agora ganhamos mais de nove anos de experiência com ônibus elétricos e carregadores, então sabemos exatamente o que estamos fazendo”, disseo CEO da Ebusco, Peter Bijvelds.

O CEO acredita que a bateria com tecnologia LFP usada nesses ônibus é a melhor e mais segura do mercado. “Graças à combinação de todas as inovações que aplicamos, esses ônibus podem viajar até 575 km com uma única carga; o que é realmente único para o transporte coletivo”.

O Ebusco 3.0 foi produzido inteiramente na Holanda; em Deurne.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta