Pouso Alegre (MG) aprova Fundo Municipal de Transporte Público e reduz tarifa em dez centavos

Prefeito anuncia a redução da tarifa e a criação do subsídio ao transporte

Câmara de vereadores repassará à prefeitura o valor necessário para subsidiar o sistema; medida vale até o final deste ano

ALEXANDRE PELEGI

A Câmara Municipal de Pouso Alegre, em Minas Gerais, aprovou nessa segunda-feira, 19 de julho de 2021, um Projeto de Lei encaminhado pelo Executivo que garante auxílio do custeio da tarifa do usuário e busca melhorias do transporte público.

Após a aprovação do PL, o prefeito gravou um vídeo em que comunica à população que graças ao apoio dos vereadores a passagem dos ônibus municipais terá redução de dez centavos, passando dos atuais R$ 3,90 para R$ 3,80 no caso do itinerário urbano. Já para os bairros rurais, a tarifa cai para R$ 5,10.

Os recursos que garantirão o subsídio ao transporte virão de repasses realizados pela Câmara Municipal, e serão repassados em seis parcelas, no valor total de R$ 3,6 milhões.

Após a aprovação do subsídio e do Fundo Municipal, a Câmara aprovou a criação de um Comitê Gestor, que fiscalizará a regularidade e eficiência do serviço de transporte.

O prefeito Rafael Simões celebrou a aprovação dos projetos, que segundo ele garantem tarifa reduzida, a manutenção das atuais linhas e a manutenção do emprego dos funcionários da empresa que corriam risco de demissão por causa do desequilíbrio econômico provocado pelos impactos da pandemia de Covid-19.

O Comitê Gestor do Fundo Municipal de Transporte Público terá funções como mensurar a diferença entre o custo do sistema de transporte e a receita proveniente das tarifas e demais receitas; autorizar subsídios e repasses financeiros à concessionária para manutenção do equilíbrio econômico-financeiro do contrato; fiscalizar o sistema de monitoramento da frota para garantir o volume de serviço prestado e também a prestação dos serviços; definir e executar o fluxo de informações necessárias ao acompanhamento da arrecadação, da demanda de passageiros, dos custos operacionais e dos investimentos realizados.

No vídeo em que anuncia a aprovação do Projeto, o prefeito afirmou que diante da queda abrupta da receita do sistema de transporte, decorrente dos impactos da pandemia que reduziram bastante o número de passageiros, só lhe restava duas alternativas.

“Nós tínhamos duas saídas: aumentar a passagem para você que usa, e nós sabemos que você já está sofrendo para pagar o preço da tarifa, ou então deixar o transporte paralisar”, disse o prefeito, que emendou: “nós optamos por manter o transporte vivo na nossa cidade, assim como têm feito outras cidades através do pagamento de subsídio”.

Rafael Simões rejeitou as críticas, de que a prefeitura estaria “dando dinheiro aos empresários”. Ele reafirmou que a manutenção do transporte vai ao encontro das necessidades dos moradores que precisam do ônibus para se deslocar até o trabalho e retornar às suas casas.

A atual concessionária do transporte público em Pouso Alegre é a Expresso Planalto.

https://www.facebook.com/e5e8653d-e733-4a14-92ea-13f84e7ecbbd

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Ailton Luiz de Andrade disse:

    Dez centavos,e repassa pra empresa 3,6 milhões parabéns pela lambança com o dinheiro público,acha que o cidadão é otário,esses novos vereadores também já entraram pra panelinha.🤮

Deixe uma resposta