Empresas de ônibus rodoviários apostam em programas de fidelidade e prêmios para atrair de volta passageiros na retomada

Como mostrou o Diário do Transporte, IBGE aponta para crescimento do transporte terrestre rodoviário, mas ainda não foram alcançados os patamares anteriores à pandemia

ADAMO BAZANI

As empresas de ônibus rodoviários já estão sentindo a volta do passageiro que parou de viajar por causa dos piores momentos da pandemia de covid-19 no Brasil, mas ainda tem muita demanda que precisa ser reconquistada num mercado que cada vez mais tem concorrência com outras modalidades de ônibus e até outros meios de transportes, como caronas.

Nesta segunda-feira, 19 de julho de 2021, a Abrati – Associação Brasileira das Empresas de Transportes Terrestres Interestaduais de Passageiros, que reúne as viações que operam linhas regulares, informou que uma das apostas têm sido programas de fidelidade e clubes de prêmios aos passageiros, algo até então mais conhecido entre as empresas aéreas.

Os benefícios, segundo a entidade, vão desde pontos para obtenção de passagens a troca de pontuação por produtos de grandes redes varejistas como Magalu (Magazine Luíza), Ponto Frio, Lojas Americanas, C&A, Carrefour, Drogasil e Natura.

A Abrati cita alguns exemplos de grupos empresariais com programas de prêmios e fidelidade.

O Grupo Guanabara, que reúne as empresas UTIL, Brisa, Sampaio, Real Expresso, Rápido Federal e Expresso Guanabara, responsáveis por parte das rotas interestaduais entre as regiões Sudeste, Centro Oeste e Nordeste lançou o Programa VIVA em abril deste ano e tem a meta de fidelizar meio milhão de passageiros até o último trimestre de 2021.

“O novo programa nasce como o maior do segmento rodoviário no Brasil e disponibiliza ao cliente uma extensa rede de parceiros. A cada R$ 1 gasto em passagens nas empresas do grupo, o cliente acumula 2,5 pontos. Esses pontos acumulados podem ser trocados por passagens, sem imposição de restrições de assentos, classes ou datas de viagem“, explica a diretora de marketing do Grupo, Letícia Pineschi, por meio de nota

Pelo programa, é possível adquirir passagens na modalidade mista, utilizando pontos acumulados sem restrições em relação às datas da viagem.

A Guanabara desenvolveu o programa em parceria com a LTM e Vertem, empresas de inovação, para o desenvolvimento da plataforma.

“Criamos algo pioneiro no setor, um grande ecossistema de benefícios para os clientes, dando a chance de eles usarem seus pontos como e onde quiserem. Por isso, também estamos fechando parcerias com os restaurantes onde as empresas fazem paradas nas viagens e com meios de hospedagem localizados na área de operação das viações”, afirmou o diretor da LTM, Raphael Mello, na mesma nota.

Outro produto é o Pod Travel, um podcast do Grupo Guanabara, presente nas principais plataformas e agregadores de podcasts que irá oferecer dicas úteis, indicações de passeios e pontos de interesse turístico nas mais de 1,5 mil cidades atendidas pelo grupo pelas seis empresas.

Os programas de recompensas também têm sido ampliados pelas demais empresas de ônibus. É o caso do programa GIRO, do Grupo JCA; do Muviflex da Planalto e Unesul, que, além de prêmios e descontos, podem promover até viagens grátis a quem aderir aos programas de fidelidade.

RETOMADA LENTA:

Como mostrou o Diário do Transporte, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), na mais recente Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada em 13 de julho de 2021, revelou que o segmento de transporte terrestre acumula alta de 12,4% entre janeiro e maio, mas no acumulado dos últimos 12 meses, a queda é de 2,2%.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/07/13/ibge-setor-de-transportes-terrestres-registra-alta-acumulada-no-ano-de-124-e-turismo-teve-crescimento-de-233/

INVESTIMENTOS:

A reportagem mostrou também que empresas de ônibus regulares de linhas interestaduais devem investir nos próximos dois anos em torno de R$ 3 bilhões.

A maior parte destes recursos será empregada em renovação da frota e ampliação da oferta de serviços agregados aos passageiros.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/06/14/empresas-de-onibus-rodoviarios-farao-investimentos-de-r-3-bilhoes-nos-proximos-dois-anos-para-atrair-passageiros/

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta