Tarifa de ônibus em São Leopoldo (RS) sobe para R$ 4,60 neste domingo (18)

Para que aumento não fosse maior, prefeitura diz ter feito uma série de ajustes como autorização para a ampliação da idade média dos ônibus de 8 para 10 anos; suspensão por três anos de repasses ao poder público e revisão de gratuidades

ADAMO BAZANI

A prefeitura de São Leopoldo (RS) autorizou o reajuste da tarifa de ônibus que passa de R$ 4,30 para R$ 4,60.

O aumento de 6,9% começa a valer neste domingo, 18 de julho de 2021.

Segundo o poder público, o Consórcio Operacional Leopoldense (Coleo) havia pedido uma tarifa de R$ 6,43, o que representaria um aumento de 49%.

A tarifa na cidade está há aproximadamente dois anos sem reajuste.

A prefeitura diz que o índice de 6,9%, é menor que o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) do período que foi de 11,74%.

Por meio de nota, o secretário de Mobilidade e Serviços Urbanos Semurb, Sandro Lima, disse que foram feitos estudos para chegar ao valor.

“O primeiro estudo apresentado ao Conselho de Transporte e Trânsito, chegou ao valor máximo de R$ 4,75, mas conseguimos com diálogo chegar a este valor de R$ 4,60, para tanto estas medidas que estamos desenvolvendo visam garantir essa redução de valor. Há uma crise estrutural no transporte coletivo que demanda um aporte de recursos de outra ordem para que posamos aliviar essa crise”, disse.

A prefeitura relacionou as medidas tomadas para evitar que o reajuste seja maior.

– Autorização para a ampliação da idade média dos ônibus de 8 para 10 anos.

– Isenção do repasse anual contratual do Coleo para a Prefeitura por três anos (2020, 2021 e 2022).

– Elaboração de um programa de aquisição de passagens para trabalhadores desempregados como forma de auxílio na busca de oportunidades.

– Revisão de algumas gratuidades e isenções a partir de critério de renda de 1,5 salário mínimo per capita, com exceção da população acima de 60 anos e demais isenções constitucionais.

– Implantação por parte do Coleo de um aplicativo do transporte público, permitindo acompanhar horários e roteiros dos ônibus com mais segurança e comodidade.

– Retomada por parte do Coleo dos postos de trabalho em 100% das vagas, dos atuais 213 trabalhadores atuais.

– A busca junto ao Governo do Estado da redução ou isenção do ICMS sobre o combustível para o serviço de transporte público.

– Seguir buscando junto ao governo federal apoio financeiro ao setor do transporte público para amenizar o impacto das isenções e gratuidades e demais desafios do setor.

MAIS HORÁRIOS:

A prefeitura anunciou também que Coleo deverá retomar na próxima semana a grade normal nos horários de pico, pela manhã e ao final do dia com maior disponibilidade de viagens, bem como a partir de 02 de agosto a retomada da normalidade de horários em toda a grade. Bem como, deverão ser retomadas as ações de fiscalização do transporte coletivo.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta