Obras de ampliação da Terceira Ponte e da construção da Ciclovia da Vida começam nesta quinta (15) no ES

Projeção divulgada pelo Governo do Estado.

Governo do Estado realizou solenidade para marcar montagem da primeira peça metálica da ponte

JESSICA MARQUES

O Governo do Estado do Espírito Santo, por meio da Semobi (Secretaria de Mobilidade e Infraestrutura), iniciou a montagem das estruturas metálicas das obras de ampliação da Terceira Ponte e de construção da Ciclovia da Vida. A entrega tem como prazo maio de 2023.

Segundo o governo, as peças de aço começaram a chegar ao Estado no final de junho para a pré-montagem e, a partir desta quinta-feira, 15 de julho de 2021, estão sendo fixadas na ponte. Uma solenidade marcou a montagem da primeira peça metálica, com a presença do governador Renato Casagrande.

“A ponte liga os municípios de Vitória e Vila Velha, mas atende a todo o Espírito Santo. A cada dia, cresce a demanda de veículos que passam por aqui. Por isso, foi uma decisão ousada e corajosa de fazer essa ampliação e a construção desta ciclovia, que recebeu o nome de Ciclovia da Vida. Porque também será uma proteção contra suicídios”, afirmou o governador.

O anteprojeto da Ciclovia da Vida foi apresentado em 2019, conforme noticiado pelo Diário do Transporte. Os trabalhos estão sendo executados pelo Consórcio Ferreira Guedes Metalvix, com o valor de R$ 127 milhões e prazo de três anos, sendo que os primeiros seis meses foram dedicados aos projetos.

Relembre:

Governo do Estado do Espírito Santo apresenta projeto de ciclovia e ampliação de ponte por R$ 100 milhões

Durante a solenidade, o secretário de Estado de Mobilidade e Infraestrutura, Fábio Damasceno, realizou uma apresentação do projeto e de como será a execução dos trabalhos na ponte. “Vamos começar nos dois lados por Vitória. Depois vamos montar outra frente de trabalho vindo de Vila Velha. O transporte e o içamento das peças será feito no período noturno. Já a montagem acontecerá durante o dia, com o apoio do ‘quickdeck’, uma espécie de andaime que fica preso a estrutura da ponte, por baixo”, explicou.

Também estiveram presentes no ato, os secretários de Estado, Davi Diniz (Casa Civil) e Coronel Aguiar (Casa Militar); os prefeitos de Vila Velha, Arnaldinho Borgo, e de Cariacica, Euclério Sampaio; o deputado federal Josias Da Vitória; os deputados estaduais José Esmeraldo, Alexandre Xambinho, Dr. Hercules, Gandini e Dary Pagung; além de vereadores da Capital e Vila Velha e outras autoridades e lideranças.

DETALHES DAS OBRAS

Segundo o Governo do Estado, a estrutura que será anexada à ponte nos dois sentidos, como forma de impedir o suicídio, contará com uma grade antiescalada para a proteção, com altura de três metros e uma pista de ciclovia, com pavimento asfáltico de três metros de largura.

“Próximo ao vão central da ponte, a estrutura da ciclovia terá um alargamento chegando a seis metros e funcionará como uma espécie de mirante. Nesse ponto, parte da grade antiescalada será substituída por vidro. As pistas serão de sentido único: uma para Vitória e uma para Vila Velha.”

Além da ciclovia, a Terceira Ponte ganhará mais uma faixa em cada sentido, ficando com seis faixas no total. Assim, a capacidade de fluxo de veículos na ponte será aumentada em torno 40%. Hoje, a ponte tem quatro pistas, sendo duas para cada sentido.

Para a inclusão das novas faixas, as pistas existentes ficarão mais estreitas e as proteções central e laterais também serão estreitadas. As pistas laterais serão de uso exclusivo de transporte coletivo e passarão a ter 3,10 metros cada. Já as pistas no meio, serão para automóveis e terão 2,80 metros cada. A simulação do projeto mostrou eficiência e melhoria do trânsito em todos os horários.

Confira os detalhes técnicos do projeto:

Extensão total da Terceira Ponte: 3.339 metros

Largura atual do tabuleiro da Terceira Ponte: 18,3 metros

Largura do tabuleiro da Terceira Ponte após as intervenções: 19,5 metros

Largura do tabuleiro da Terceira Ponte + Ciclovia da Vida: 25,5 metros

Quantidade de faixas de rolamento atualmente: 4

Quantidade de faixas de rolamento após as intervenções: 6

Número aproximado de funcionários no pico da obra: 240

Quantidade de aço da estrutura metálica: 3.000 toneladas

Valor do investimento: R$ 127 milhões

Prazo de execução: maio de 2023

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta