Eletromobilidade

VWCO lança caminhão urbano leve 100% movido a energia elétrica

Veículo é oferecido com 11 e 14 toneladas de peso bruto total. Foto: Reprodução.

e-Delivery é totalmente produzido e desenvolvido no Brasil, segundo a fabricante

JESSICA MARQUES

A VWCO (Volkswagen Caminhões e Ônibus) lançou nesta terça-feira, 13 de julho de 2021, o VW e-Delivery, caminhão urbano leve totalmente movido a energia elétrica.

Segundo a fabricante, o e-Delivery é o primeiro caminhão 100% elétrico produzido e desenvolvido no Brasil. A novidade passa a ser comercializada com 11 e 14 toneladas de peso bruto total.

“O propósito de uma empresa como a VWCO é unir o transporte de pessoas e bens ao uso de energias cada vez mais renováveis e limpas. Com produtos ambientalmente responsáveis, reduzindo a pegada de carbono em toda sua vida”, afirmou o presidente e CEO da fabricante, Roberto Cortes, durante o lançamento.

TESTES

Ao todo, foram R$ 150 milhões em investimentos, em mais de 400 mil quilômetros de testes e a dedicação integral de um time formado por 150 engenheiros e técnicos brasileiros.

O vice-presidente de Engenharia da VWCO, Rodrigo Chaves, explicou que este é o primeiro caminhão 100% elétrico do grupo desenvolvido e produzido no Brasil. Os testes foram iniciados há três anos em Resende, no Rio de Janeiro, com a AMBEV, empresa parceira do projeto, que tem uma das aplicações mais severas do mercado.

“Foram mais de 45 mil quilômetros, que resultaram em uma redução de mais de 34 toneladas de emissões de CO2 para a atmosfera em cada veículo de teste. Além disso, alcançamos uma excepcional redução no custo energético, superior a 60%. E o mais importante: com zero emissões de poluentes”, detalhou.

VENDAS

Segundo o presidente da VWCO, a AMBEV assinou uma intenção de compra de 1.600 unidades do e-Delivery. Até o momento, a empresa confirmou a compra de 100 unidades, que serão entregues até outubro deste ano.

Por sua vez, a Coca-Cola FEMSA encomendou os primeiros 20 VW e-Delivery, que serão entregues até dezembro. A JBS também fez o primeiro pedido.

“Tem 58 empresas interessadas em adquirir o e-Delivery e estavam aguardando o lançamento para iniciar as negociações”, afirmou Cortes.

CONSÓRCIO

Os clientes também podem utilizar as vantagens oferecidas por meio do e-Consórcio. Trata-se de uma parceria com algumas das maiores empresas em eletromobilidade do mundo, o cliente do e-Delivery. Segundo a VWCO, os serviços são oferecidos da montagem até a infraestrutura de recarga e gerenciamento de ciclo de vida da bateria dos veículos, integrando toda a cadeia de fornecedores

Os lançamentos VW e-Delivery 11 e 14 toneladas também chegam às lojas com exclusiva consultoria comercial, novos planos de manutenção Volks|Total e-Prev e e-Prime, além de uma estrutura de serviços e pós-vendas Volks|Care.

TECNOLOGIA

Confira abaixo os detalhes técnicos do e-Delivery 11 toneladas 4×2, divulgados pela fabricante:

O modelo mais leve da família elétrica da Volkswagen está equipado com um motor que entrega 300kW com torque máximo de 2.150 Nm desde a rotação zero. Equipado com suspensão pneumática de série, atende às mais variadas aplicações urbanas e conta com seis módulos de bateria ou, opcionalmente, três módulos, de acordo com a autonomia necessária à operação. Tem peso bruto total de 10.700 kg e sua capacidade máxima de carga útil, somada à carroceria, chega a 6.320 kg.

Confira abaixo os detalhes técnicos do e-Delivery 14 toneladas 6×2, divulgados pela fabricante:

Com calibração minuciosa para operação severas, seu motor também entrega 300kW e torque de 2.150Nm desde as primeiras rotações. Sua suspensão pneumática permite suspender um dos eixos para gerar ainda mais economia na operação. Também é bastante versátil em suas aplicações e pode receber seis ou três módulos de bateria conforme o desejo do cliente. Tem peso bruto total de 14.300 kg e sua capacidade máxima de carga útil, somada à carroceria, chega a 9.055 kg, a maior de sua categoria em elétricos do Brasil.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta