Prefeitura de Manaus (AM) libera terminal da Matriz para tráfego de ônibus

Com a liberação, cerca de 80 linhas e 488 ônibus voltam a transitar pelo terminal central. Foto: Divulgação / IMMU.

Local estava interditado desde 1º de junho, devido à subida das águas do Rio Negro

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Manaus, no Amazonas, liberou nesta segunda-feira, 12 de julho de 2021, a circulação dos ônibus do sistema de transporte urbano, no terminal central da Matriz, localizado no Centro. A decisão foi tomada por meio do IMMU (Instituto Municipal de Mobilidade Urbana).

Com a liberação, cerca de 80 linhas e 488 ônibus voltam a transitar pelo terminal central. Os veículos vão acessar a rua Marquês de Santa Cruz, depois Floriano Peixoto e seguem pela avenida Getúlio Vargas ou 7 de setembro.

O terminal estava interditado desde o dia 1° de junho, quando foi constatado que os ônibus não estavam mais conseguindo transitar na Rua Marquês de Santa Cruz e na Avenida Floriano Peixoto, por conta da subida das águas do Rio Negro.

Segundo a administração municipal, a liberação ocorreu após técnicos da Seminf (Secretaria Municipal de Infraestrutura) avaliarem a situação e realizarem serviço de tapa-buracos no local afetado pelas alagações do Rio Negro.

“Foi uma determinação do prefeito David Almeida, que o monitoramento da área central fosse diário. E agora com a descida das águas, a equipe da Seminf vistoriou o local e verificou que a via poderia ser liberada devido a descida das águas. A prefeitura fez o recapeamento da via e decidimos liberar para o tráfego dos ônibus”, disse o diretor-presidente do IMMU, Paulo Henrique Martins.

Ainda de acordo com Paulo Henrique, a Marquês de Santa Cruz e Floriano Peixoto, vão começar a receber novo asfalto para ter o reforço na malha viária.

INTERDIÇÕES

O IMMU informou aos motoristas que a Avenida 7 de Setembro continua com o sentido de trânsito invertido para os carros pequenos até quarta-feira (14).

Os pontos de ônibus temporários que foram montados pelo órgão de trânsito ao lado da Catedral Metropolitana de Manaus e na praça Heliodoro Balbi foram desativados e os usuários orientados pelos fiscais de transportes a acessaram o terminal da Matriz.

Cerca de 60 agentes de trânsito e fiscais de transportes darão apoio até que toda a mudança seja realizada pelo IMMU e as vias da área central estejam em condições normais de tráfego.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta