Produção de ônibus no Brasil tem alta de 15% no primeiro semestre de 2021

Mercedes-Benz segue líder no ranking de marcas da associação. Foto: Divulgação.

Programa Caminho da Escola foi um dos responsáveis pelo balanço positivo, divulgado pela Anfavea nesta quarta (07)

JESSICA MARQUES

A produção de ônibus no Brasil apresentou uma alta de 15% no primeiro semestre de 2021. O balanço foi divulgado pela Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) na manhã desta quarta-feira, 07 de julho de 2021.

Nos seis primeiros meses deste ano, foram produzidas 10.324 unidades, enquanto no mesmo período de 2020, foram 8.974.

Entretanto, enquanto a produção de ônibus urbanos subiu 30%, o número de chassis rodoviários produzidos apresentou uma queda de 37,7%.

Confira os números de produção, na íntegra:

Contudo, a comparação do semestre é feita com base no ano em que a pandemia de covid-19 teve início no Brasil e resultou no fechamento provisório das montadoras do país, como medida de segurança sanitária, o que afetou a produção.

O setor de ônibus também foi afetado com queda na demanda de passageiros, tanto para o segmento de urbanos quanto de rodoviários. Assim, houve uma diminuição considerável nas vendas de chassis por conta da pandemia, mas neste caso, as consequências ainda afetam o setor.

LICENCIAMENTO

O número de ônibus licenciados no primeiro semestre de 2021 apresentou uma alta de 31,9%, com 7.538 unidades em comparação a 5.716 chassis. Comparando junho de 2020 com o mesmo mês deste ano, a alta foi de 33,8%, passando de 1.069 para 1.430 unidades.

“Tivemos no mês de junho cerca de 1.400 unidades, um pouco a baixo do mês de maio, que foram 1.600 unidades. Também é o segundo melhor resultado de 2021 e o melhor junho desde 2019. Também é o melhor acumulado desde 2019, quando tivemos 9.600 unidades. O destaque especial é para o Programa Caminho da Escola, que teve participação em junho de quase 30%, uma representatividade bem significativa”, avaliou o vice-presidente da Anfavea, Gustavo Rodrigo Bonini.

Confira os números, na íntegra:

EXPORTAÇÃO

Também no primeiro semestre de 2021, a exportação de ônibus teve uma ligeira alta de 9,4%, com destaque para o aumento de 43,5% em urbanos, enquanto em rodoviários foi registrada uma queda de 26,2%.

Confira:

RANKING DE MARCAS

Conforme já noticiado pelo Diário do Transporte, a Volkswagen Caminhões e Ônibus havia passado a Mercedes-Benz no ranking de marcas divulgado pela Anfavea.

Contudo, a Mercedes-Benz retomou a liderança de mercado e segue na posição, com 2.868 unidades emplacadas no acumulado do ano.

O levantamento da Anfavea considera a quantidade de ônibus emplacados no acumulado do ano. Confira o ranking, na íntegra:

1º) Mercedes-Benz: 2.868 unidades, queda de 9,4%;

2º) MAN/Volkswagen: 2.335 unidades, alta de 87,4%;

3º) Agrale (inclui os miniônibus da Volare): 1.306 unidades, alta de 96,4%;

4º) Iveco (inclui os miniônibus CityClass): 769 unidades, alta de 525,2%;

5º) Volvo: 204 unidades, queda de 6,4%;

6º) Scania: 40 unidades, queda de 79,5%.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta