Diário no Sul

Prefeitura de Canoas (RS) aplica R$ 227,5 mil em multas à Sogal em seis meses

Empresa opera no transporte coletivo da cidade. Foto: Tony Capellão / Divulgação.

Administração municipal informou que fiscalização foi reforçada

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Canoas, no Rio Grande do Sul, informou que em seis meses aplicou R$ 227,5 mil em multas à Sogal, empresa de ônibus que atua no transporte coletivo da cidade.

Segundo a administração municipal, a Secretaria Municipal de Transportes e Mobilidade Urbana intensificou a fiscalização aos coletivos com relação às normas de combate à pandemia. Com isso, o número de multas aplicadas na empresa Sogal aumentou consideravelmente em comparação ao ano anterior.

“Somente nos primeiros seis meses de 2021, o valor de multas aplicadas está em R$ 227.500,00. Valor 200% maior do que o aplicado em todo o ano de 2020, que fechou em apenas R$ 50.000,00. Em comparação, ao longo de todo ano de 2019 o valor de multas aplicadas foi de R$ 201.000.00”.

São cerca de 398 autuações aplicadas até o dia primeiro de junho, principalmente por infrações em viagens não realizadas (R$ 460 a cada ausência), saídas fora do cumprimento da tabela horária – superando 5 minutos de tolerância para mais ou para menos, bem como superlotação (R$ 1.840 a cada excesso de passageiros verificados nos veículos) e más condições dos veículos.

“A Secretaria de Transportes fiscaliza, diariamente, o transporte coletivo. O monitoramento acontece, principalmente, para que se cumpram as diretrizes determinadas nos protocolos e se evite aglomerações dentro dos veículos”, informou a Prefeitura, também em nota.

O secretário de Transportes, Francisco Nunes, informou que os cidadãos vêm enfrentando, na prática, os efeitos dos descumprimentos por parte da empresa, por isso a situação dos coletivos é reavaliada diariamente, com vistas a um transporte de qualidade, sem transtornos, atrasos e longas filas.

“Estamos executando toda a fiscalização necessária. Não estamos poupando esforços para garantir melhorias nos serviços prestados pela Sogal, que têm obrigações a cumprir e precisam atuar com responsabilidade. Nossas ações seguirão intensificadas para que o cidadão canoense tenha transporte eficiente e satisfatório”, disse o secretário.

Denúncias de aglomeração ou atrasos nas linhas podem ser feitas das 9h às 18h pelos telefones: 51 34257637 e/ou 51 993659452.

O Diário do Transporte não conseguiu contato com a empresa Sogal para solicitação de um posicionamento.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. carlos souza disse:

    Decreta a falência desse grupo criminoso,confisca tudo e bota todos esses corruptos na cadeia e deu.Estatiza tudo de vez e deu.Acaba a mehrdhyi@

Deixe uma resposta