Ônibus Mercedes-Benz/Irizar com motor dianteiro estreiam em rota no Peru

Chassis do modelo OF 1730 vão operar em uma das rotas mais severas da América Latina; Serão duas unidades para a TPP (Transporte Personal Peruano)

ADAMO BAZANI

A Mercedes-Benz do Brasil, anunciou na manhã desta quarta-feira, 23 de junho de 2021, que vai exportar dois ônibus do modelo OF 1730 para fretamento.

Os veículos foram comprados pela empresa TPP (Transporte Personal Peruano) e, segundo a fabricante, devem começar a operar ainda neste mês de junho em uma das rotas consideradas mais severas da América Latina, ligando a capital Lima até a região de Inmaculada, em Ayacucho.

No local, se concentra o trabalho de mineradoras a 5,2 mil metros acima do nível do mar.

“Este é mais um excelente resultado do nosso trabalho em oferecer produtos que buscam o bem-estar e a segurança dos passageiros”, disse em nota o diretor geral do centro regional Daimler América Latina, Jens Burger.

“Com os chassis da Mercedes-Benz, nós sempre buscamos promover uma solução completa aos nossos clientes, prezando pela qualidade e conforto no transporte dos usuários nas mais diferentes rotas. Ainda mais pelo nosso continente, onde os ônibus passam por regiões montanhosas e em elevadas altitudes”. – completou.

É a primeira vez que a Mercedes-Benz vende para esta empresa peruana.

Os ônibus foram adquiridos por meio da Divemotor, representante do Grupo Daimler no país, o que possibilitou a negociação.

Os chassis são OF 1730, de motor dianteiro, com carroceria Irizar configurada para fretamento.

Entre os itens destacados pela fabricante estão piloto automático, freio ABS, Retarder Telma, Top Brake e caixa de câmbio mecânica ZF 1550 de seis marchas.

O veículo de 18 toneladas também apresenta motor Euro 5 OM 926 LA de 300 cv, suspensão metálica, preparação para ar condicionado e tacógrafo eletrônico.

A carroceria Irizar I6, por sua vez, apresenta comprimento de 12,8m e dispõe de 44 poltronas, banheiro com operação touch, sistema automático de renovação de ar e calefação de piso, reutilização da água do ar condicionado e o purificador de ar Eco3 que aumenta a concentração de oxigênio, promovendo a desinfecção de bactérias e vírus e evitando, por exemplo, a transmissão da covid-19., segundo nota da Mercedes-Benz.

Gerente geral da TPP, Dany Leiva, disse na mesma nota que a escolha pelos veículos Mercedes-Benz ocorreu por causa das configurações apresentadas pela montadora. “Após toda a atenção que nós recebemos da Mercedes-Benz, chegamos à conclusão de que não haveria veículos melhores para compor a nossa frota, trazendo essa grande novidade para nossa empresa. Entre os trajetos de ida e volta, os funcionários viajam cerca de 40 horas. Portanto, a segurança, o conforto e a qualidade no transporte foram fatores primordiais para a compra dos novos ônibus. E, além disso, com todo o suporte e confiança que nós construímos com a marca Mercedes-Benz, pretendemos estender o serviço de fretamento, chegando a atender empresas de outros segmentos, além da mineração, futuramente”, concluiu no comunicado.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta