Com 32 mil passageiros por dia, BRT Sorocaba divulga bastidores da manutenção

Operação é das 4h à meia-noite. Foto: Alexandre Maciel / Divulgação.

Operação tem suporte técnico de 180 profissionais e serviços funcionam 24 horas por dia

JESSICA MARQUES

O sistema BRT Sorocaba, no interior paulista, transporta cerca de 32 mil passageiros por dia. O balanço foi divulgado nesta terça-feira, 22 de junho de 2021, pela concessionária que opera o serviço.

A operação é das 4h à meia-noite. Segundo a empresa, mais de 180 funcionários trabalham no suporte técnico, com manutenção realizada 24 horas por dia.

Ainda segundo a concessionária, nos bastidores, o ciclo de preparação da operação começa na noite do dia anterior, com a chegada dos veículos à garagem a partir das 19h até à 0h para a inspeção, desde a estrutura física até a verificação de dados do tacógrafo e número de giros da catraca. Em seguida, são direcionados para o abastecimento e revisão mecânica na parte inferior de cada um dos carros.

“Quando os veículos chegam à garagem, eles passam por checagem de avarias, iluminação, ar condicionado e conversamos com os motoristas para certificar se houve alguma anormalidade. Se algo for identificado, logo acionamos a equipe de manutenção para a realização dos reparos. Cada etapa tem um time responsável e esse circuito é realizado com toda frota. Então, não paramos e a partir das 4h já iniciamos uma nova operação”, detalha o gerente de Manutenção da Concessionária BRT Sorocaba, Isaías Rodrigues.

Após a verificação geral, a frota é direcionada para a fase final de higienização, com a lavagem externa e limpeza interna. Por fim, é direcionada para o pátio e está pronta para a próxima viagem que acontecerá no dia seguinte. Os ônibus começam a sair da garagem às 4h, em direção aos terminais e levam os passageiros da Zona Norte para o Centro e região Sul da cidade. São motoristas, agentes de bordo, fiscais, equipe de limpeza e manutenção à postos, para cuidar de todo serviço de transporte.

CONTROLE

Durante o período de operação e manutenção das estruturas, o que acontece nos terminais, estações e veículos é acompanhado pelo CCO (Centro de Controle Operacional). Segundo o diretor de Operações da Concessionária BRT Sorocaba, Manoel Ferreira, por meio do painel de controle no CCO, é possível ter uma visão total da operação.

Essa ferramenta nos permite ter uma leitura de tudo e sabemos o que está acontecendo em cada ponto. Vemos onde o ônibus está passando ou se está em alguma parada. Isso é possível por que toda frota é monitorada por GPS. Se alguma eventualidade ocorrer, agimos o quanto antes e, assim, seguimos ao longo de todo o dia”, conta.

“Com o pagamento prévio da tarifa nos terminais e estações, o embarque se torna mais rápido e sem filas. Esse é um tipo de embarque comum nas grandes cidades com metrô. Em uma única viagem, nossos veículos superarticulados de 23 metros conseguem transportar até 176 pessoas e o fato de rodarem em pista exclusiva, sem congestionamento, isso favorece a rotina de quem anda de ônibus”, afirma também Ferreira.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Rafael disse:

    Para controlar um operação dessa deve ter um sistema de GPS muito bom, alta complexidade e antecipar os problemas operacionais deve ser muito top! Qual a empresa de Gestão de Frota?

Deixe uma resposta