Eletromobilidade

Operadora suíça fecha contrato de compra de 14 ônibus articulados elétricos da Irizar

Siemens venceu a licitação pública para fornecer a infraestrutura de carregamento

ALEXANDRE PELEGI

A operadora de transporte suíço Bernmobil fechou um contrato com a Irizar e-mobility para fornecimento de 14 ônibus articulados elétricos movidos a bateria após a fabricante vencer uma licitação pública.

Esses veículos serão usados ​​nas rotas 19 e 21 a partir do início de 2023.

Oito articulados elétricos serão usados ​​na linha 19, cinco na linha 21, e o restante será utilizado como reserva.

Os novos ônibus elétricos irão melhorar ainda mais o conforto dos passageiros e a qualidade de vida dos habitantes da região de Berna, segundo a operadora de transporte suíça.

A depender do clima e das condições da rota, os articulados elétricos da Irizar podem percorrer entre 110 e 200 km sem recarga, de acordo com a Bernmobil.

O volume de investimento para os 14 articulados foi fechado em torno de 13 milhões de francos suíços, cerca de R$ 72 milhões.

Em nota à imprensa, a Bernmobil estima que estes ônibus elétricos reduzam as emissões de CO² em mais 1.200 toneladas por ano.

Ao mesmo tempo, a Bernmobil adjudicou à Siemens o contrato para as estações de carregamento rápido e a infraestrutura na garagem.

Conhecida pelo nome comercial de Bernmobil, a empresa chama-se Städtische Verkehrsbetriebe Bern (SVB), e é responsável pelo transporte público da capital suíça de Berna. Ela opera a rede de bondes, trólebus e ônibus da cidade. Foi formada em 1947 pela fusão da Städtische Strassenbahn Bern (SSB), que operava bondes e trólebus, com a Stadt-Omnibus Bern (SOB), que operava ônibus.

A Bernmobil também vem convertendo uma linha de ônibus para operação elétrica a bateria utilizando um lighTram do fabricante suíço Hess.

Hess LighTram em Lausanne, na Suíça. Veículos como esse também operam nas linhas da Bernmobil em Berna

O Hess LightTram é um ônibus biarticulado produzido como um trólebus ou como um ônibus elétrico híbrido. Tanto o chassi quanto a carroceria são produzidos pela empresa suíça Carrosserie Hess e o sistema de propulsão pela alemã Vossloh Kiepe.

Até 2035 a meta da Bernmobil é operar todas as suas linhas com veículos movidos a eletricidade.

SIEMENS FORNECERÁ INFRAESTRUTURA DE CARREGAMENTO

Paralelamente à licitação para os articulados elétricos, a Bernmobil também licitou a infraestrutura de carregamento dos veículos. A Siemens venceu a concorrência para fornecer três estações de carregamento rápido nas paradas do terminal, bem como a infraestrutura de carregamento na garagem de ônibus em Eigerplatz.

O custo das três estações de carregamento rápido, incluindo a infraestrutura de carregamento da garagem, está estimado em 2 milhões de francos suíços, cerca de R$ 11 milhões.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Ismael Junior disse:

    País desenvolvido é outra história. Sabem quando veremos um desse por aqui?…

Deixe uma resposta