Eletromobilidade

BYD entrega ônibus 100% elétrico que fará operação entre a Eslováquia e a Hungria

Veículo que foi entregue à Volánbusz Zrt., na fábrica da BYD na Hungria. Foto: Divulgação.

Veículo de 12 metros vai cruzar o Rio Danúbio, entre as cidades de Komárom e Komárno

JESSICA MARQUES

A BYD realizou a entrega de um ônibus 12 metros, líder de vendas da marca, para uma das maiores operadoras de transporte público da Hungria, a Volánbusz Zrt. O veículo fará a operação entre a Eslováquia e a Hungria.

Com a entrega, a empresa vai oferecer pela primeira vez o serviço diário com ônibus elétricos no trecho que atravessa o Rio Danúbio, ligando as cidades de Komárom e Komárno.

As históricas cidades “irmãs” no Danúbio compreendem Komárom na Hungria, na margem sul do rio, e Komárno, na Eslováquia, ao norte.

Embora as cidades estejam em países diferentes, não existe controle na fronteira, já que tanto a Eslováquia quanto a Hungria fazem parte do Espaço Schengen. Assim, a partir desta quarta-feira, 16 de junho de 2021, moradores de ambos os lados do rio podem viajar entre os dois países a bordo de um ônibus elétrico pela primeira vez.

Segundo a BYD, esta ocasião foi comemorada com uma cerimônia especial de entrega do veículo na fábrica da BYD na Hungria, onde foi produzido, em Komárom.

“A Volánbusz implantará seu novo ônibus elétrico BYD numa operação diária intensa que cruza o rio Danúbio, oferecendo pela primeira vez um serviço de transporte público 100% elétrico e de emissão zero de poluentes para os cidadãos de Komárom e Komárno”, detalhou a fabricante, em nota.

DETALHES DO MODELO

O veículo é o primeiro ônibus elétrico da BYD para a Volánbusz em Komárom, após outras unidades terem sido entregues na Hungria, incluindo dez unidades do modelo de 12 metros que foram entregues para a Pécs no verão europeu passado, e a primeira unidade do mesmo modelo, entregue em 2018 na cidade de Salgótarján.

Ainda de acordo com a fabricante, este novo veículo BYD piso baixo da Volánbusz tem autonomia de 300 quilômetros com uma única carga e baterias com capacidade de 348kWh. O modelo, de duas portas, continua sendo o ônibus elétrico mais vendido da empresa e do mercado europeu.

FINANCIAMENTO

A aquisição do novo ônibus elétrico da BYD foi possível por meio de um financiamento pelo Programa Interreg V-A Eslováquia-Hungria.

A Interreg Europe é uma organização da União Europeia que auxilia no apoio de autoridades locais em toda Europa com financiamento do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional. O Interreg também apoiou a construção de uma nova ponte sobre o rio Danúbio.

A Volánbusz lançou seu programa de renovação de frotas em 2018, e já substituiu mais de 860 veículos. A empresa planeja substituir 40% de sua frota total de ônibus até o final de 2022, e tem outros planos de aquisição de veículos elétricos e infraestrutura de recarga.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta