Diário no Sul

Projeto pode limitar em 50% número de passageiros transportados em ônibus de Londrina (PR)

Audiência sobre o tema será nesta quarta. Foto: Luiz Felipe Coelho/Ônibus Brasil.

Câmara vai debater o tema por meio de audiência virtual

WILLIAN MOREIRA

A Câmara Municipal de Londrina, no estado do Paraná, vai discutir nesta quarta-feira, 09 de junho de 2021, o Projeto de Lei nº 89/2020 que tem como objetivo limitar em 50% a capacidade máxima de passageiros transportados em cada viagem no transporte coletivo urbano.

Em reunião pública online, os parlamentares e representantes da CMTU (Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização), Secretaria de Saúde do município e empresários do setor de ônibus coletivos, devem debater a respeito da viabilidade deste projeto com transmissão ao vivo nas redes sociais da Câmara Municipal.

Segundo o PL, as empresas de ônibus deverão impedir o embarque de passageiros que exceda o limite máximo, oferecendo mais assentos com uma quantidade maior de veículos em operação em todas as linhas nos horários de pico, sob pena de multa.

Na justificativa do projeto, é alegado que essa medida aumenta o distanciamento social durante as viagens, diminuindo os riscos de contágio e transmissão do coronavírus.

A CMTU, já antes de qualquer aprovação da lei, disse que se o projeto for aprovado os custos do transporte coletivo vão subir em 30% e será necessário um reequilíbrio financeiro dos contratos de concessão para viabilizar a continuidade do serviço.

Outra afirmação da Companhia Municipal é de que a cidade atende os limites percentuais de ocupação conforme decreto estadual, com 65% do limite de pessoas nos horários de pico.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta