Metrô no Jardim Ângela: ViaMobilidade abre seleção para projeto funcional de expansão da linha 5-Lilás

Prazo máximo é de 24 meses para concluir todas as etapas iniciais

ADAMO BAZANI/WILLIAN MOREIRA

O Governo do Estado de São Paulo anunciou nesta quinta-feira, 3 de junho de 2021, que a concessionária ViaMobilidade iniciou processo para selecionar empresas interessadas em participar das obras de expansão da Linha 5-Lilás até o bairro do Jardim Ângela, no extremo Sul da Capital Paulista.

Nesta primeira fase, o objetivo é criar o projeto funcional da obra, com prazo máximo de 24 meses para concluir todas as etapas iniciais.

“Estamos dando sequência a esse projeto que vai ajudar na mobilidade de tantas pessoas e que é tão esperado pela região”, disse o secretário dos Transportes Metropolitanos do Estado de São Paulo, Alexandre Baldy em nota divulgada para a imprensa especializada, inclusive o Diário do Transporte.

Conforme foi anunciado em março deste ano, a Linha 5 vai ter mais 4,3 km de extensão ligando o Capão Redondo ao Jardim Ângela.

Serão duas novas estações para atender 130 mil moradores da região.

A estação comendador Sant’Anna será a primeira do novo trecho e a estação final Jardim Ângela contará com um novo terminal de ônibus, conexão ao terminal de ônibus já existente e em operação, além de ficar perto do Hospital M’Boi Mirim.

Devido às intervenções na região, a Avenida Carlos Caldeira Filho será prolongada do Capão Redondo até a Estrada do M’Boi Mirim, criando assim uma nova alternativa de ligação entre os bairros, e uma nova ciclovia.

ESTAÇÃO COMENDADOR SANT’ANNA

De acordo com a Secretaria dos Transportes Metropolitanos, a estação Comendador Sant’Anna deve ser elevada e fiicará localizada na avenida de mesmo nome, uma região que concentra comércios, serviços e equipamentos públicos.

ESTAÇÃO JARDIM ÂNGELA:

A Estação Jardim Ângela, que estará próxima ao Hospital Municipal M’Boi Mirim, será subterrânea e conectada ao terminal já existente da SPTrans (São Paulo Transporte) e ao novo terminal a ser construído, que permitirá absorver o aumento da demanda de passageiros de ônibus com a implantação da nova estação, ainda de acordo com a STM.

AVENIDA CARLOS CALDEIRA FILHO:

A avenida Carlos Caldeira Filho será prolongada do Capão Redondo até a Estrada do M´Boi Mirim para a viabilização do projeto, de acordo com o Governo de São Paulo. O trecho acompanhará o córrego Capão Redondo, que será canalizado, e terá uma pista em cada sentido, com ciclovia. Para a implantação das obras serão necessárias desapropriações e remoção de interferências.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. laurindo junqueira disse:

    Prometida em 2010 para ser construída até 2017, reprometida em 2019, cancelada em 2020 e rereprometida em 2021 para “ficar pronta” em 2024. Me engana que eu gosto …

  2. emersonrodriguescastro09754@gmail.com disse:

    Se estes objetivos forem alcançados de fato
    Vai mudar muito o bairro tonando possível conforto
    Para todos os cidadãos conforto e sustentabilidade….
    Boa sorte que saia do papel este projeto maravilhoso e tão esperado….
    Emerson r. Castro

  3. Rbd disse:

    Como vao desspropriar a favela ou Fazer um elevado em cima da favela,,?
    Porque fazed monotrilho se ate Capao Redondo é metro,?

  4. Ed disse:

    Notícia excelente, considerando que não há investimentos federais no transporte público de São Paulo.

  5. VICTOR HUGO PAULINO DANTAS disse:

    EU ACHO QUE VAI MUITO CHEIO POIS HOJE NINGUEM ENTRA NO CAPAO REDONDO ESSA LINHA TINHA QUE SAIR DA ESTAÇAO SANTO AMARO E SEGUIR PELA AVENIDA GUIDO CALOI E DEPOIS SEGUIR PELA AVENIDA GUASHIGEN DEPOIS ESTRADA DA RIVIERA. DEPOIS ESTRADA DA BARONESA E FINALMENTE ESTAÇAO JARDIM ANJELA PROXIMO MORRO DO INDIO E HOSPITAL SE FOR DA EXTENÇAO LEVA 40 MINUTOS MAS NESSE TRAJETO SERIAM 25MINUTOS ESSE PROJJETO SERIA UMA POSSIVEL PROJETO DE LIGAÇAO A ITAPECERICA DA SERRA,

  6. RODRIGO Gomes Pereira disse:

    Será que um dia esse projeto saí do papel?

  7. Marco Antonio Balbino disse:

    Quem sabe a duplicação da estrada do M’Boi Mirim também saia, já que a verba para tal obra fora aprovada pelo governador e pelo ex vice Prefeito Bruno Covas, comemorada pelo excelentíssimo vereador Milton Leite, foram quase 300 milhões de Reais.

    1. VALMIR TOMAZ DE OLIVEIRA disse:

      Enquanto isso segue a linha 11 coral parada no tempo,

  8. cristiano de jesus disse:

    parabéns
    via mobilidade a extensão da linha 5 lilás ate jd Ângela

Deixe uma resposta