Eletromobilidade

Ônibus elétricos BYD/ADL na Nova Zelândia já rodaram 1 milhão de quilômetros

Frota de 18 veículos Enviro200EV deixou de emitir mais de mil toneladas de CO2 na atmosfera

ALEXANDRE PELEGI

Uma frota de 18 ônibus elétricos produzidos pela parceria entre a BYD e a Alexander Dennis Limited (ADL) alcançou a marca de 1 milhão de quilômetros em operação, deixando de emitir mais de mil toneladas de CO2 na atmosfera.

Em comunicado, a fabricante informa que nestes 18 veículos estão incluídos oito ônibus operados pela Fullers360 a serviço da Auckland Transport, na Ilha Waiheke; cinco ônibus em Tauranga; três ônibus em Christchurch; e dois ônibus em operação de teste no distrito comercial central da Auckland Transport.

O primeiro ônibus 100% elétrico do país foi fornecido em 2019 pela BYD/ADL, com outros veículos já encomendados. A Nova Zelândia tem como meta descarbonizar totalmente suas frotas de transporte público até 2035, como parte de um conjunto mais amplo de medidas que visam atingir a meta de carbono neutro do país em 2050.

Os ônibus 100% elétricos BYD-ADL são todos do modelo Enviro200EV, com 11 metros, capacidade para 37 passageiros e autonomia de até 400km com uma única carga.

Este modelo está equipado com a tecnologia de baterias e os sistemas de transmissão BYD, e atende à demanda do mercado local por grande autonomia, longa vida-útil das baterias e zero emissão de carbono.

O Diretor Geral da ADL na Nova Zelândia, Tony Moore, disse que “o impacto contínuo da frota será ampliado à medida que entregamos cada vez mais ônibus elétricos aqui, trabalhando em conjunto com nossos parceiros, a Kiwi Bus Builders e a BYD Austrália”.

Para o Diretor Geral da BYD da Nova Zelândia e Austrália, Wing You, o objetivo é auxiliar o governo local a acelerar a transição para ônibus elétricos com emissão zero até 2035. “Aguardamos ansiosamente pelo trabalho em conjunto com a ADL na entrega de mais ônibus em outras cidades da Nova Zelândia”, disse o executivo.

A BYD tem suprido o mercado em diversos outros países em todo o pacífico asiático, incluindo Japão, Coréia, Cingapura, Austrália, Índia e outros.

Globalmente, os veículos 100% elétricos da marca já operam em mais de 300 cidades de 50 países.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta