Eletromobilidade

Cronograma de obras de “People Mover” entre linha 13 e Aeroporto de Guarulhos deve ser definido no dia 14 de junho, diz Baldy

Imagem ilustrativa

Nesta data deve haver uma nova reunião entre Governo do Estado, TCU, ANAC e GRU Airport para sistema de trilhos entre terminais de passageiros e linhas da CPTM

ADAMO BAZANI

O cronograma de obras para a construção de um People Mover (sistema visualmente parecido com monotrilho) para ligar a linha 13-Jade da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) e os terminais 1,2 e 3 de passageiros do Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, deve ser finalmente apresentado em 14 de junho.

A estimativa foi anunciada pelo secretário dos Transportes Metropolitanos de São Paulo, Alexandre Baldy, em entrevista a portais de mobilidade, entre os quais o Diário do Transporte, nesta segunda-feira, 31 de maio de 2021.

“No dia 14 de junho nós teremos uma nova reunião entre o governador João Doria, o pessoal da GRU Airport (concessionária do aeroporto, a ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) e TCU (Tribunal de Contas da União), todos os que estiveram na última reunião, e deveremos ter novidades e, acredito eu, que um cronograma sobre início efetivo das obras e implantação, que é de responsabilidade da concessionária GRU Airport, para que a gente possa dar essa notícia já bem atrasada à população do Estado de São Paulo” – disse Baldy.

Ouça abaixo:

Em fevereiro deste ano, o Instituto de Engenharia (IE), ao lado de outras entidades do setor de transporte, enviou um documento para o Ministério da Infraestrutura cobrando uma maior agilidade para início das obras deste transporte, demonstrando uma preocupação com os atrasos e aumento nos custos da obra.

Ivan Whately, diretor de Engenharia do IE, destaca que a força do Relatório Técnico elaborado e encaminhado ao Ministério da Infraestrutura, à Secretaria Nacional de Aviação e ao TCU foi decisiva. “A nossa reivindicação foi assinada pelo presidente do Instituto, Eduardo Lafraia, e endossada pelos presidentes das entidades do setor: SIMEFRE, ALAF, ANTP, AEAMESP e  ABIFER”, afirma Ivan.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2021/02/02/entidades-da-engenharia-nacional-cobram-governo-federal-por-atrasos-na-implantacao-do-people-mover-do-aeroporto-de-guarulhos/

Doria tinha anunciado em 28 de maio de 2019 que a linha 13 Jade da CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos seria ligada aos terminais por meio de um meio de transporte que tem semelhança com o “monotrilho”. Trata-se de um APM – Automated People Mover. Este tipo de sistema, que conta com guias laterais e condução autônoma, é habitualmente usado em pequenas distâncias e demandas restritas.

Atualmente, quem desembarca dos trens é transportado por ônibus cedidos pela concessionária do aeroporto GRU Airport.

As obras começariam em setembro de 2019 e, pela promessa inicial, deveriam ter sido entregues em maio de 2021

A extensão será de 2,6 km com ambas vias acessadas simultaneamente pelos passageiros. Serão quatro paradas (estação CPTM, terminal 1, terminal 2 e terminal 3). O tempo de trajeto será de seis minutos, de acordo com o anúncio.

Os investimentos devem ser da concessionária do Aeroporto Internacional de São Paulo, GRU Airport, e serão abatidos da outorga de concessão.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Cristiano Rodrigues dos Santos disse:

    Já passou do tempo de fazer isso, vvai ajudar ainda mais grande parte da população.

Deixe uma resposta