Itapemirim protocola petição para encerrar recuperação judicial

Apesar de ter início no setor rodoviário, atualmente o grupo investe em uma companhia aérea. Foto: Divulgação.

Processo teve início em 2016 e grupo afirma estar cumprindo rigorosamente todas as cláusulas desde então

JESSICA MARQUES

O Grupo Itapemirim protocolou uma petição para encerrar o processo de recuperação judicial. O pedido foi feito nesta segunda-feira, 24 de maio de 2021, para a 1ª Vara de falências e recuperações judiciais do foro central da comarca da capital, no Estado de São Paulo.

A recuperação judicial da Itapemirim teve início em 2016, quando o grupo de empresas ainda era comandado pela família Cola, a fundadora. O processo tem sido marcado por trocas de acusações e processos entre a família Cola, Camila Valdívia (ex-sócia) e Sidnei Piva (atual presidente do Grupo).

Em nota ao Diário do Transporte, o grupo informou que o encerramento da recuperação judicial é um passo importante, considerando a atual fase de novos investimentos.

“O Grupo Itapemirim tem cumprido rigorosamente todas as cláusulas do processo, incluindo os pagamentos aos credores. Diante disso, há a expectativa de uma decisão favorável para que o juiz Universal possa proferir sentença de encerramento da Recuperação Judicial, nos termos dos artigos 61 e 63 da Lei 11.101/05, com redação da Lei 14.112/20. O encerramento da Recuperação Judicial é um passo importante nesta nova fase do Grupo Itapemirim”, informou o grupo, ao Diário do Transporte.

Apesar de ter início no setor rodoviário, atualmente o grupo investe em uma companhia aérea, a Itapemirim Transportes Aéreos. As vendas das passagens já começaram e os destinos já foram divulgados.

Relembre:

Itapemirim divulga cronograma de 35 destinos previstos até junho de 2022

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Francisco José cristino disse:

    Espero que agora eles pagam a gente, estamos cansados de esperar.

  2. CREDORES??? E OS ANTIGOS FUNCIONÁRIOS? JÁ ACERTOU TUDO??? NON CREDE, e se não pagou chamem eles de volta, faça um novo contrato, quem estiver bem pra seguir, admitam de volta.

  3. Carlos Gomes disse:

    Eu tenho uma empresa de transporte, com 2 protesto ñ consigo comprar nada , a Itapemirim com tantas ações coloca uma empresa de aviação em plena pandemia em operação. Ñ acredito . Isso é uma VERGONHA

Deixe uma resposta