Prefeitura do Rio de Janeiro prorroga decreto com restrições em prevenção à covid-19

Também estão autorizados veículos que prestam serviço para para hotéis, cujos passageiros comprovem reserva de hospedagem. Foto: Divulgação.

Entrada de ônibus e demais veículos de fretamento na cidade segue proibida, exceto em caso de serviços regulares para trabalhadores

JESSICA MARQUES

A Prefeitura do Rio de Janeiro prorrogou o Decreto Nº 48893, com restrições em prevenção à covid-19. As regras agora são válidas até 31 de maio de 2021.

Assim, a entrada de ônibus e demais veículos de fretamento na cidade segue proibida, exceto em caso de serviços regulares para trabalhadores ou para hotéis. Contudo, neste caso, os passageiros devem comprovar reserva de hospedagem.

Permanece suspenso o funcionamento de boates, danceterias e salões de dança, assim como a realização de eventos, tais como festas e rodas de samba, em áreas públicas e particulares.

Nas academias de ginástica, piscinas, centros de treinamento e condicionamento físico ficam permitidas as aulas em grupos, com a ocupação dos ambientes limitada a um indivíduo a cada quatro metros quadrados.

Nos bares, lanchonetes, restaurantes, quiosques da orla e congêneres, fica permitido o consumo apenas para clientes sentados, com distanciamento mínimo de dois metros entre cada conjunto composto por mesa e cadeiras, limitado a oito ocupantes, sendo admitida música ao vivo até as 23h.

Estão autorizadas as s atividades comerciais e de prestação de serviços localizadas no interior de shopping centers, centros comerciais e galerias de lojas, bem como as atividades de museu, biblioteca, cinema, teatro, casa de festa, salão de jogos, circo, recreação infantil, parque de diversões, temáticos e aquáticos, pista de patinação, entretenimento, visitações turísticas, aquários, jardim zoológico, apresentações, drive-in, feiras e congressos ou exposições.

Contudo, devem seguir as seguintes regras:

– o atendimento às medidas permanentes e variáveis de proteção à vida;

– a vedação de formação de aglomerações e filas de espera;

– a capacidade de lotação máxima de:
40% em locais fechados;
60% em locais abertos;

– o distanciamento mínimo de 1,5 metro entre os participantes.

As regras foram alteradas em um decreto publicado pelo prefeito Eduardo Paes publicado em 07 de maio de 2021.

Relembre:

Covid-19: Paes afrouxa regras no Rio de Janeiro, mas ônibus fretados ainda estão proibidos

Confira o decreto, na íntegra:

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta