Covid-19: Paes afrouxa regras no Rio de Janeiro, mas ônibus fretados ainda estão proibidos

Imagem apenas ilustrativa

Circulação nas praias volta a ser liberada aos fins de semana e casas de espetáculos podem abrir com 40% de ocupação; Bares não têm mais hora para fechar e música ao vivo pode até 23h; Aulas presenciais podem voltar a partir de terça-feira (11)

ADAMO BAZANI

Os ônibus e vans de fretamento (turismo, compartilhado, colaborativo, aplicativo, religioso, entre outras modalidades) continuam proibidos de entrar na cidade do Rio de Janeiro até pelo menos o dia 20 de maio. Só permanecem liberados os ônibus e vans fretados para transporte de trabalhadores ou hóspedes de hotéis.

É o que determina novo decreto do prefeito Eduardo Paes publicado nesta sexta-feira, 07 de maio de 2021, sobre as medidas de contenção à covid-19.

Art. 2º Permanece suspenso:

III – a entrada de ônibus e demais veículos de fretamento no Município, exceto aqueles que prestem serviços regulares para funcionários de empresas ou para hotéis, cujos passageiros comprovem, neste caso, reserva de hospedagem;

As regras se tornaram mais suaves em relação aos decretos anteriores.

A publicação não traz mais a proibição de circulação de pessoas nas praias aos fins de semana, como era até então.

Outra flexibilização é que casas de espetáculos podem abrir desde que com até 40% de ocupação em áreas fechadas e 60% em locais abertos.

Art. 6º As atividades em casas de espetáculo e concerto e as apresentações artísticas em espaços de evento deverão observar com rigor: I – o atendimento às medidas permanentes e variáveis de proteção à vida; II – a vedação de formação de filas de espera e de aglomerações na entrada e saída; III – a capacidade de lotação máxima somente com público sentado de: a) 40% em locais fechados; b) 60% em locais abertos; IV – o distanciamento mínimo de 1,5 metros entre os participantes

Não há mais limitação de horário de fechamento dos bares e pode ter música ao vivo até 23h

Art. 4º Nos bares, lanchonetes, restaurantes, quiosques da orla e congêneres fica permitido o consumo apenas para clientes sentados, com distanciamento mínimo de 2 m entre cada conjunto

Ficaram mais suaves as regras também para as academias.

Antes só podiam aulas coletivas com até quatro pessoas. Com o novo decreto, tem de ser respeitada a imposição de uma a cada quatro metros quadrados, ou seja, se a sala for grande, pode haver mais de quatro pessoas na sala.

Art. 3º Nas academias de ginástica, piscinas, centros de treinamento e condicionamento físico ficam permitidas as aulas em grupos, com a ocupação dos ambientes limitada a um indivíduo a cada quatro metros quadrados

As aulas presenciais no ensino fundamental ficam liberadas a partir de 11 de maio

Veja o decreto

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta