Dois ônibus são atacados na zona Sul de São Paulo nesta terça (18)

Um dos ônibus foi queimado

Veículos foram cercados por bando que ameaçou motorista, cobrador e passageiros

ADAMO BAZANI/WILLIAN MOREIRA

Dois ônibus do transporte coletivo municipal da capital paulista foram atacados, sendo um deles incendiado, na zona Sul de São Paulo na noite desta terça-feira, 18 de maio de 2021.

Segundo a SPTrans, em resposta aos questionamentos do Diário do Transporte, no primeiro caso, o ônibus de prefixo 72.579, da linha 6820/10 Jd. das Rosas – Term. Capelinha, teve os vidros quebrados por volta das 18h25, na Avenida Dom Rodrigo Sanches, 1055, sentido bairro, no Jardim das Rosas veículo.

 Por volta das 18h35, o ônibus de prefixo 72.914, que operava na linha 6820/10 Jd. das Rosas – Term. Capelinha, foi incendiado na Rua Antônio José Bentes com a Rua Roriz, no sentido bairro, no Jardim Irene.

Os passageiros, motorista e cobrador foram ameaçados pelos criminosos.

Quem estava voltando do trabalho no ônibus foi obrigado pelo bando a descer e ficou sem transporte.

As seis linhas que operam no local estão com desvios nos itinerários e em seus pontos iniciais.

Na nota, a SPTrans diz que repudia atos de vandalismo e contata a Polícia Militar em tais circunstâncias.

O artigo 163 do Código Penal deixa claro que destruir inutilizar ou deteriorar o bem ou serviços de uma união, tanto estado, quanto município é considerado crime contra o patrimônio público. São enquadrados também bens privados a serviço público, que é o caso de ônibus de concessionárias e permissionárias de transporte público.

Viaturas da 3ª Cia do 37º Batalhão foram para o local atender à ocorrência.

O motivo dos ataques não foi informado oficialmente.

Não há registro de feridos

Veja nota na íntegra

A Prefeitura de São Paulo, por meio da SPTrans, informa que dois ônibus municipais foram alvo de vandalismo no início da noite de terça-feira, 18 de maio.

No primeiro caso, o ônibus de prefixo 72.579, da linha 6820/10 Jd. das Rosas – Term. Capelinha, teve os vidros quebrados por volta das 18h25, na Avenida Dom Rodrigo Sanches, 1055, sentido bairro, no Jardim das Rosas veículo.

Por volta das 18h35, o ônibus de prefixo 72.914, que operava na linha 6820/10 Jd. das Rosas – Term. Capelinha, foi incendiado na Rua Antônio José Bentes com a Rua Roriz, no sentido bairro, no Jardim Irene.

A SPTrans repudia atos de vandalismo e contata a Polícia Militar em tais circunstâncias.

As seis linhas que operam no local estão com desvios nos itinerários e em seus pontos iniciais.

Adamo Bazani e Willian Moreira

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Comentários

  1. Mari disse:

    As pessoas da região disseram que foi um protesto por causa da morte de um jovem, assassinado de forma covarde e violenta pela polícia

  2. Rosane santos da Silva disse:

    Cadeia nesses vagabundos o então fuzila tudo o que não presta se elimina da terra Deus me perdoe falar isso dá um ódio vê esses vagabundos destruindo um patrimônio que os próprios familiares desses vagabundos utilizam rebanho de vagabundos miseráveis

    1. Sob disse:

      Pelo preço que pagamos e serviços que recebemos, queimar deveria ser um direito…

      É só um ônibus, podia ser um vida, como foi o caso do que o policial fez

      1. diariodotransporte disse:

        Um ônibus transporta pessoas, vidas, que foram hostilizadas.
        Quem acha que queimar um serviço para o público, precisa entender que o direito a um ir e vir com segurança, sem ameaças, sem agressão, sem violência, é mais que um direito; é o essencial
        Sobre a vida. Queimar o ônibus, trouxe essa pessoa de volta?
        Chamou a atenção para o movimento?
        NÃO
        Ao contrário, quem fez isso, AJUDOU ESSE POLICIAL
        Tirou o foco da violência policial e direcionou para a violência urbana
        Nota zero para quem organizou essa ação.

    2. Amoedão disse:

      Queimaram foi pouco!

  3. Carol disse:

    eu moro na rua do ocorrido e não foi bem assim , alienados.
    vocês viram como o PM assassinou o menino que apenas passava ? e se fosse seu filho ?

    1. diariodotransporte disse:

      E esse fogo no ônibus? É cenográfico? Justifica? Esse ato vai resolver a questão da violência ou é outra violêcia? Tem de passar pano em quem prejudica a vida do trabalhador queimando transporte mesmo?

    2. Naldo disse:

      Só passava né não devia nada tava certinho não parou porque então eu moro nessa rua e sei bem os inocentes q só pasciam de moto perturbando e assaltando eu já vi vários assuntos de inocentes como esse q só estava passando

  4. Day disse:

    Se queimando o ônibus a mídia já distorce os fatos, imagina uma manifestação pacífica. Não concordo com queimarem ônibus, mais o povo do lado de cá só é ouvido quando chamam atenção dessa maneira. Já que não falam o motivo… O pretesto foi pela morte covarde de um garoto de apenas 20 anos, que morreu pelo despreparo da polícia militar. Isso a mídia não diz. . Queria ver se fosse um parente de vcs. . as pessoas deveriam se unir mais e se julgar menos… Ontem foi o filho de uma mulher da zona sul, amanhã pode ser o seu

    1. diariodotransporte disse:

      E depois de amanhã pode ser um motorista trabalhador ou um passageiro que pode não sair a tempo do ônibus, como já ocorreu
      E esse profissional e passageiro são filhos, pais, esposos de alguém

      1. Stalin Churchill disse:

        Bom, foi só um ônibus, poderia ter sido uma vida, como é o motivo pelo qual esse evento chama atenção, mas o povo se importa mais um um ônibus do que com uma vida, como fingem fazer!

      2. diariodotransporte disse:

        E queimando ônibus se preserva vidas é?

  5. Juvenal Classe Média Falida disse:

    O MOTIVO DO PROTESTO FOI PARA CHAMAR ATENÇÃO PELO ASSASSINATO DE UM JOVEM, PELAS MÃOS DO ESTADO!

    Afinal, as pessoas, a mídia, o poder público não dão atenção ao que acontece com a população, porém como um ônibus sensibilizam mais as pessoas, ele são utilizados.
    Outro fato interessante, é que pagamos muito caro para um serviço de merda, quantas vezes fiquei mais 45 minutos em pé esperando o ônibus, enquanto via ônibus parados no terminal, falta não é, é só desrespeito com o cidadão, então, esse diário deveria trazer informações para a população e trazer informações contundentes, por exemplo, o motivo do ônibus da madrugada do Terminal Pinheiros sentido Terminal Campo Limpo, ser menor se vai lotado quase sempre, pois muita gente trabalha na madruga, algumas pessoas estão em pé das 21:00, ou até das 18:00 até as 3:00 da manhã e ainda tem que seguir o trajeto inteiro em pé, sendo que tem ônibus e se a passagem é o mesmo valor da passagem de dia, não faz sentido ser tratado com descaso, então, antes de usar seu tempo para ficar dando opinião, tentando chamar atenção da opinião pública para uma merda de um ônibus que pagamos caro e não está ali para nos atender de acordo com o valor que é investido por nós e pelo estado, tragam as informações que o povo precisa!

    1. diariodotransporte disse:

      Certeza que justifica mesmo e que queimando ônibus resolve?

  6. Mateus de Jesus santos disse:

    Vergonhoso.. tivemos que ir para casa a pé ontem, por causa desse vândalos e criminosos . Isso não é população de bem..
    Fazem um protesto pacífico. . Não atrasa o nosso lado . Pessoas de bem que saem para trabalhar no tem culpa do B.O dos outros.

Deixe uma resposta