Funcionários da CSN de Salvador fazem paralisação nesta segunda (10)

Ônibus da CSN; foto arquivo; ilustrativa

Categoria reclama de descumprimento de acordo; Outras empresas operam normalmente

ADAMO BAZANI

As operações da CSN de Salvador foram paralisadas na manhã desta segunda-feira, 10 de maio de 2021.

As demais empresas operam normalmente

Os trabalhadores dizem que ainda não foi assinada a minuta do acordo dos empregados demitidos e também relatam descumprimento de vários direitos trabalhistas.

A entidade que representa a categoria diz que há mais de um mês a homologação do acordo no Tribunal Regional do Trabalho não é assinada e que trabalhadores contratados pelo Regime Especial de Direito Administrativo (REDA) não estão recebendo os direitos.

Entre os problemas apontados estão valores dos salários e dos vales-alimentação menores do que os que deveriam ser pagos, planos de saúde suspensos e descontos irregulares.

O prefeito Bruno Reis anunciou em 27 de março de 2021, o rompimento do contrato com o consórcio alegando diversas irregulares operacionais, fiscais e trabalhistas.

Segundo o prefeito, as dívidas da CSN são de R$ 516 milhões.

Os serviços estavam sob intervenção da prefeitura desde 16 de junho de 2020 e, com a caducidade, passam a ser de inteira responsabilidade do poder público.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/03/27/prefeitura-de-salvador-rescinde-contrato-com-a-csn-concessionaria-salvador-norte/

Por meio de nota no dia do rompimento do contrato, a CSN (Concessionária Salvador Norte) reclamou da gestão da prefeitura no setor de transportes e chegou a classificar a restruturação do sistema realizada pelo poder público como um “desastre”. Na nota, a CSN disse também que a prefeitura foi “omissa” em “cumprir sua parte no contrato” em seis anos e criticou o prefeito, cuja postura foi classificada como “arrogante” e ainda usou o termo “incompetência” ao se referir sobre a atuação do Sindicato dos Trabalhadores no impasse.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/03/27/csn-chama-restruturacao-dos-transportes-de-salvador-de-desastre-e-fala-em-cobranca-na-justica/

O lote correspondente à área que era operada pela CSN é formado pelas regiões de Mussurunga e Orla, sendo a maior integração com a linha 02 do Metrô.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta