Transcol passa a atuar no sistema municipal de Vitória (ES) a partir de segunda (10) e Casagrande promete 200 ônibus 0 km neste ano

Governador Casagrande (de terno) ao lado de secretário Fabio Damasceno

“Verdinhos” (ônibus municipais) continuam operando até troca de frota total

ADAMO BAZANI

A partir de segunda-feira, 10 de maio de 2021, o sistema metropolitano Transcol passa a atuar nas linhas municipais de Vitória (ES).

A mudança foi anunciada pelo governador Renato Casagrande e pelo secretário de mobilidade, Fábio Damasceno, na tarde desta quarta-feira (05).

De acordo com Damasceno, o sistema municipal deixará de existir na segunda (10).

“A prefeitura vai extinguir o sistema municipal que deixa de existir a partir de 0h de segunda-feira. O Transcol é ampliado, com mais 132 ônibus, que passa a operar com 1570 veículos” – disse o secretário

Os passageiros das linhas alimentadoras (hoje municipais) poderão pagar uma passagem apenas ao embarcar nos metropolitanos (troncais) e também no sentido inverso.

Como não há terminais em Vitória, as transferências poderão ser feitas em pontos específicos.

A troca de ônibus deverá ser feita em meia hora e somente com o Cartão GV para que não haja nova cobrança.

A tarifa é de R$ 4.

A numeração das linhas e os itinerários municipais não vão ser alterados.

200 ÔNIBUS NOVOS:

O governador e o secretário ainda anunciaram que até o fim deste ano de 2021 devem ser colocados em circulação no sistema Transcol na Grande Vitória 200 ônibus em substituição dos mais antigos.

Os veículos terão ar-condicionado e vão atender os municípios que compõem o sistema, como Vitória, Serra e Viana.

Na capital, os atuais ônibus verdinhos (municipais) continuam operando até a substituição total da frota,

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Nelcilia disse:

    Na minha opinião os ônibus poderiam voltar o horário normal pela manhã , não está resolvendo nada muito pelo contrário estou chegando atrasada no serviço. O foco é no horário de pico os ônibus lotados

  2. AGNALDO RODRIGUES disse:

    Renato Rato Grande é um vagabundo e mentiroso, o problema dos ônibus se resolve com mais ônibus e novos terminais para diminuir o tempo de espera, governador safado.

  3. Ana Antelma santiago disse:

    Como vai ser feito esse controle de tempo,? como vai saber que eu já paguei a passagem?

    1. diariodotransporte disse:

      O chip do cartão comunica ao validador

Deixe uma resposta