Fetpesp convoca empresas de ônibus de SP para fornecer dados de motoristas e cobradores para vacinação contra covid-19

Ônibus no inteiror paulista. Municípios precisam saber quantidade de doses Foto Meramente Ilustrativa

Informações serão passadas a Estado e municípios para reserva da quantidade correta de doses

ADAMO BAZANI

A Fetpesp (Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado de São Paulo) convocou nesta quarta-feira, 05 de maio de 2021, as companhias de ônibus associadas para que forneçam os nomes e dados profissionais de motoristas e cobradores para a vacinação contra a covid-19.

As informações serão passadas para o Estado e municípios separarem a quantidade correta da primeira dose da vacina.

“Em função da proximidade da vacinação contra a Covid-19, de motoristas e cobradores do transporte coletivo, faz-se urgente o fornecimento dos dados dos funcionários que atuam em ambas as profissões. A precisão dos dados será fundamental para o envio correto da quantidade de imunizantes para os diversos municípios que serão atendidos para a vacinação.” – diz trecho do comunicado.

Como mostrou o Diário do Transporte, o governador de São Paulo disse que no dia 18 de maio de 2021 tem início a vacinação dos motoristas e cobradores de ônibus de todos os sistemas do Estado. A imunização atinge também motoristas de ônibus rodoviários.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/04/20/audio-motoristas-e-cobradores-de-onibus-serao-vacinados-contra-a-covid-19-a-partir-de-18-de-maio-diz-doria/

A federação pediu também os dados dos profissionais de outras áreas, como manutenção e administrativa, que não serão contemplados neste momento.

O motivo é que a entidade quer pedir a inclusão destes trabalhadores nas próximas fases já sinalizando ao Governo do Estado a quantidade de vacinas necessárias.

As empresas devem fornecer os dados para diretoria@setpesp.org.br , aos cuidados de  Helio, até às 15h desta quinta-feira, 06 de maio.

Os trabalhadores também podem questionar o RH das empresas sobre o envio dos dados.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta