Metrô publica editais para concessão de ‘naming rights’ das estações Saúde, Brigadeiro, Consolação, Penha, Carrão e Anhangabaú

Foto: Diário do Transporte

Empresas poderão associar suas marcas ou produtos aos nomes das estações por 10 anos, renováveis por mais 10 anos

ALEXANDRE PELEGI

O Metrô publicou nesta terça-feira, 04 de maio de 2021, os editais das licitações para concessão do uso de “naming rights” em seis estações das suas linhas: Saúde, Brigadeiro, Consolação, Penha, Carrão e Anhangabaú.

Como mostrou o Diário do Transporte, o aviso de licitação foi lançado no sábado, 1º de maio de 2021.

São três estações da Linha 3-Vermelha, duas da Linha 2-Verde e apenas uma da Linha 1-Azul, a mais antiga do sistema metroviário.

Em comunicado à imprensa, a Companhia do Metrô de São Paulo afirma que o projeto vai trará benefícios para toda a cidade, “com a geração de novas receitas que serão revertidas em melhorias da rede, além da modernização e padronização da atual comunicação visual do Metrô”.

As empresas poderão associar suas marcas ou produtos aos nomes das estações em troca de remuneração do Metrô por 10 anos, renováveis por mais 10 anos.

O Edital estipula que o critério de julgamento será o da maior oferta, ou seja, o maior valor de Remuneração Mensal, obtido após as etapas de lances e negociação.

O modo de disputa adotado para a licitação é o aberto.

A adjudicação será feita pelo maior valor ofertado para a Remuneração Mensal.

O valor mínimo estimado referente à remuneração mensal é sigiloso e será preservado até o encerramento da fase de negociação.

A proposta de remuneração mensal não contempla os valores que a futura concessionária deverá dispensar com a produção, instalação e manutenção da nova comunicação sonora e visual.

Cada certame terá uma data diferente no início de junho.

Estação Carrão (Linha 3) – 08 de junho 2021, às 10:00h

Estação Penha (Linha 3) – 09 de junho 2021, às 10:00h

Estação Saúde (Linha 1) – 10 de junho 2021, às 10:00h

Estação Anhangabaú (Linha 3) – 11 de junho 2021, às 10:00h

Estação Brigadeiro (Linha 2) – 14 de junho 2021, às 10:00h

Estação Consolação (Linha 2) – 16 de junho 2021, às 10:00h

Para o secretário Alexandre Baldy, “a adoção dos naming rights nas estações é mais uma inovação que buscamos para trazer mais receita ao Metrô, revertendo em benefícios aos passageiros“.

A premissa do projeto é a manutenção do nome da estação, agregando o nome da marca ou produto como um sobrenome, sem comprometer a identificação do serviço.

Ainda de acordo com o comunicado do Metrô, o “naming rights” vai proporcionar às marcas mensagens sonoras nos trens ao anunciar a estação, enxoval de comunicação visual, mapas dos trens e da rede metroferroviária, além do site, mídias sociais e aplicativos do Metrô.

A utilização dos chamados “naming rights” já é feita em mais de 10 sistemas de metrô na América do Norte, Europa e Ásia. No Metrô essa modalidade de negócio vai diversificar ainda mais as receitas não-tarifárias, que compreendem a exploração comercial e publicitária das estações, além da locação de imóveis e áreas, como em shoppings anexos às estações. No último ano essas receitas atingiram a 20% de toda arrecadação da Companhia”, completa o comunicado.

De acordo com o edital não serão permitidos nomes e/ou marcas de bebidas alcóolicas; produtos relacionados a cigarros; entidades religiosas; instituições político-partidárias; personalidades; e nome de ponto cardeal oposto a localização da linha ou da estação.

Não faz parte da licitação a exploração dos espaços comerciais e publicitários da estação e trens, bem como a exploração do “naming rights” nas linhas não operadas pela Companhia do Metrô de SP.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Antônio Alves Da silva disse:

    Mi chamo Antonio uzo metrô pra ir no médico sou defiçiente da perna direita eles não liberam á catraca pra mim

Deixe uma resposta