Funcionários da CSN, em Salvador, fazem protesto por pagamento de acordo trabalhista

Ônibus da CSN

Veículos foram parados nas imediações da Estação da Lapa

ADAMO BAZANI

Funcionários da empresa de ônibus CSN, em Salvador (BA), iniciaram por volta de meio dia desta segunda-feira, 03 de maio de 2021, uma manifestação nas imediações da Estação da Lapa.

Os ônibus foram parados na região e os passageiros tiveram de descer e seguir viagem com outros meios.

Os trabalhadores pedem o cumprimento dos pagamentos do acordo parcial firmando em 21 de abril.

Como mostrou o Diário do Transporte, nesta segunda-feira, 03 de maio de 2021, deveriam ser depositados os valores referentes ao FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para o benefício ser sacado e para que o seguro-desemprego seja viabilizado.

Com isso, seria possível formalizar a demissão destes trabalhadores.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/04/21/audiencia-de-mediacao-entre-a-csn-e-rodoviarios-de-salvador-termina-com-acordo-parcial/

O prefeito Bruno Reis anunciou em 27 de março de 2021, o rompimento do contrato com o consórcio alegando diversas irregulares operacionais, fiscais e trabalhistas.

Segundo o prefeito, as dívidas da CSN são de R$ 516 milhões.

Os serviços estavam sob intervenção da prefeitura desde 16 de junho de 2020 e, com a caducidade, passam a ser de inteira responsabilidade do poder público.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/03/27/prefeitura-de-salvador-rescinde-contrato-com-a-csn-concessionaria-salvador-norte/

Por meio de nota no dia do rompimento do contrato, a CSN (Concessionária Salvador Norte) reclamou da gestão da prefeitura no setor de transportes e chegou a classificar a restruturação do sistema realizada pelo poder público como um “desastre”. Na nota, a CSN disse também que a prefeitura foi “omissa” em “cumprir sua parte no contrato” em seis anos e criticou o prefeito, cuja postura foi classificada como “arrogante” e ainda usou o termo “incompetência” ao se referir sobre a atuação do Sindicato dos Trabalhadores no impasse.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/03/27/csn-chama-restruturacao-dos-transportes-de-salvador-de-desastre-e-fala-em-cobranca-na-justica/

O lote correspondente à área que era operada pela CSN é formado pelas regiões de Mussurunga e Orla, sendo a maior integração com a linha 02 do Metrô.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta