ENTREVISTA: Busscar confirma vendas para a Gontijo e estima crescimento superior a 10% em 2021

Segundo o diretor comercial da empresa, Paulo Corso, o setor de fretamento tem se destacado no mercado; Lotes maior de entregas começam a ser mais frequentes para a Busscar

ADAMO BAZANI

Mesmo num mercado ainda marcado pelas incertezas provocadas pela pandemia de covid-19, quadro agravado pelo mais recente crescimento dos casos no Brasil, a Busscar consegue projetar números positivos para 2021.

Em entrevista ao Diário do Transporte, o diretor comercial da empresa, Paulo Corso, disse que a estimativa da marca é registrar um crescimento entre 10% e 12% em 2021.

“Nós esperamos crescer pelo menos uns 10%, 12%, com essa venda do JCA, mais o que temos em carteira, conseguiremos este resultado. Os pedidos do Chile também vão contribuir, mas já estávamos vendendo bem de forma pulverizada (lotes menores)” – disse Corso.

O executivo se refere à venda de pouco mais de 260 unidades para as empresas do Grupo JCA, anunciadas recentemente, envolvendo companhias como Auto Viação 1001, Opção (Fretamento), Viação Cometa e Auto Viação Catarinense, além de pouco mais de 100 unidades para o mercado chileno.

Grandes grupos empresariais de transportes começam a demonstrar mais interesse pela Busscar que retomou a produção há cerca de dois anos e meio com os sócios da Caio (encarroçadora especializada em urbanas) à frente do negócio.

Corso citou como exemplo o Grupo Gontijo, um dos maiores do setor no Brasil.

“A Gontijo tem conosco chassis no pátio, mas ainda não nos autorizou a produzir. É só uma questão de dar uma melhorada no mercado e autorizam a gente a produzir os veículos” – disse

“Os que estão conosco são para piso único” – destacou Corso

“Nós temos em torno de dez unidades no pátio” – completou o executivo em relação ainda à Gontijo.

A venda marca a volta da Busscar na Gontijo.

Antes da falência da encarroçadora ainda sob a administração do antigo grupo empresarial, a empresa mineira de ônibus tinha a frota majoritariamente da Busscar.

Até então predominantemente marcada por vendas de lotes pequenos ou médios, a tendência é que a Busscar comece a realizar uma quantidade de vendas de lotes maiores.

“A Busscar já começou a ser bem vista com seus produtos andando pelo país e aí começa a chamar a atenção e começam vir outros clientes que não tiveram oportunidade de nos conhecer ou ainda estavam receosos” – disse

FRETAMENTO:

Apesar de os grandes grupos rodoviários chamarem mais atenção quando ocorrem as vendas, Corso destacou a importância das vendas pulverizadas e, neste momento econômico, o setor de fretamento.

Neste aspecto, as versões do El Buss 320, para motor dianteiro, tem ocupado uma posição importante entre os produtos da Busscar.

“Apesar de ser um produto de menor valor agregado, normalmente o fretamento é de motor dianteiro. É um produto mais em conta, faz menos faturamento, mas foi o que salvou o ano de 2020 e acredito que o ano de 2021 vai ter uma mescla um pouquinho empresas rodoviárias de transporte, mas ainda o fretamento vai ser o grande salvador de mercado” – disse

Ouça:

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. pedrosantos disse:

    Pergunta pro Paulo Corso porque a Sussantur nunca coloca em operação os Vissta Buss DD são 3 somente foram anunciados e até vazaram fotos mas os carros estão há mais de um ano no pátio. Desistiram???

  2. Valter Lima da Silva disse:

    Viajei recentemente em um ônibus encarroçado pela busscar. Confortável e muito bem construído. Estou muito feliz pela volta da marca.

  3. Ailton Cerodio disse:

    Eu sempre fui! Fã da carroceria da Bus car o meu paizão foi motoristas em empresa aqui em Sao Paulo. E elas ossui alguns carros com carroceria Buscar.

  4. Fernando lelis disse:

    Fala diretor , mais uma vez a Busscar começa a deslanchar com muita categoria e experiencia. vc no comando já é um referencial positivo. continuo esperando pela oportunidade que te pedi. não esqueça do seu amigo.

Deixe uma resposta