EMTU revoga licitação de monitoramento da frota de ônibus em regiões metropolitanas

Ônibus Metropolitano na Grande São Paulo

Concorrência já havia sido suspensa após pedidos de impugnação por diversas empresas

ADAMO BAZANI

A EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos), do Governo do Estado de São Paulo, revogou a licitação que definiria um novo serviço de monitoramento das frotas de ônibus que operam nas regiões metropolitanas.

O comunicado de revogação foi publicado oficialmente neste sábado, 01º de maio de 2021, assinado pelo presidente da estatal, Marco Antonio Assalve.

O Diário do Transporte mostrou que esta licitação, que tem o objetivo de aperfeiçoar o acompanhamento da operação dos ônibus, já vinha apresentando contestações de eventuais empresas interessadas.

O aviso de licitação foi publicado em 20 de janeiro de 2021, mas no dia 04 de fevereiro de 2021, quando estava marcado o pregão, a EMTU anunciou a suspensão da concorrência por tempo indeterminado.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/02/04/emtu-suspende-licitacao-para-monitoramento-da-frota-de-onibus-das-regioes-metropolitanas/

Como também noticiou o Diário do Transporte, a licitação no formato Pregão Eletrônico visava contratar uma empresa para o serviço completo de monitoramento da frota, com pessoal para apoio à operação da EMTU e para a prestação de serviços de disponibilização de Sistemas Inteligentes de Transporte (SIT ou ITS na sigla em inglês) de monitoramento para apoio ao planejamento, fiscalização e gestão do Transporte Coletivo Intermunicipal Metropolitano de Passageiros.

REGIÕES METROPOLITANAS ATENDIDAS PELA EMTU

Grande São Paulo – 39 municípios.

Vale do Paraíba e Litoral Norte – 38 municípios (exceto Ilhabela)

Baixada Santista – 9 municípios.

Campinas – 20 municípios.

Sorocaba – 25 municípios.

MONITORAMENTO DA FROTA

O Monitoramento da frota está diretamente relacionado ao controle e acompanhamento dos ônibus, motoristas, trajetos, além das informações sobre o percurso.

Desta forma, a empresa gerenciadora do transporte, no caso a EMTU, consegue acompanhar e verificar se os veículos estão seguindo o planejamento de rota, além de analisar cada ponto de parada e os tempos dispendidos.

Mas os serviços de Sistemas Inteligentes de Transporte (SIT) vão muito além, e concentram uma série de ferramentas tecnológicas que permitem ao órgão gestor e à empresa de ônibus maximizar sua operação, reduzindo custos e principalmente melhorando o atendimento aos usuários.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta