Campo Grande (MS) e mais 57 cidades devem seguir toque de recolher a partir das 21 desta quinta (29)

Foto: Divulgação Governo do Estado do Mato Grosso do Sul

Atualização do mapa de risco da pandemia colocou estes municípios na bandeira vermelha

WILLIAN MOREIRA

O Governo do Estado do Mato Grosso do Sul atualizou o mapa de risco da pandemia da covid-19 em toda a região, determinando a aplicação do toque de recolher a partir desta quinta-feira, 29 de abril de 2021, para 58 cidades entre o horário das 21h às 5h, em todos os dias da semana.

Apenas as atividades essenciais e não essenciais de baixo risco podem funcionar neste período do dia.

Até 12 de maio, quando haverá nova atualização, os bares, restaurantes e demais lojas devem encerrar suas atividades até as 21h.

Já os serviços de saúde e transporte não podem ser interrompidos e devem funcionar mesmo durante o toque de recolher. Permissão também é aplicada para o delivery de alimentação e remédios, respeitando sempre as medidas sanitárias de segurança.

Os seguintes municípios estão na bandeira vermelha:

– Água Clara, Alcinópolis, Amambai, Anaurilândia, Anastácio, Antônio João, Aquidauana, Aral Moreira, Bandeirantes, Bataguassu, Batayporã, Bela Vista, Bodoquena, Bonito, Brasilândia, Caarapó, Camapuã, Campo Grande, Caracol, Cassilândia, Chapadão do Sul, Coronel Sapucaia, Corguinho, Costa Rica, Dourados, Dois Irmão do Buriti, Fátima do Sul, Figueirão, Glória de Dourados, Guia Lopes da Laguna, Itaporã, Itaquirai, Ivinhema, Japorã, Jaraguari, Jardim, Juti, Laguna Carapã, Maracajú, Miranda, Nova Alvorada do Sul, Nova Andradina, Paraíso das Águas, Paranaíba, Paranhos, Pedro Gomes, Ponta Porã, Porto Murtinho, Ribas do Rio Pardo, Rio Negro, Rio Verde de Mato Grosso, São Gabriel do Oeste, Selvíria, Sete Quedas, Sonora, Taquarussu, Terenos, Três Lagoas e Vicentina.

As atualizações das medidas restritivas e também do mapa da pandemia no estado são realizadas a cada duas semanas.

No Mato Grosso do Sul existem cinco classificações de risco pandêmico, sendo as bandeiras cinza, vermelha, laranja, amarela e verde. Veja abaixo o mapa atualizado.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta