Prefeitura de SP recebe sugestões para Terminal de Ônibus no km 18,5 da Raposo Tavares

Projeção de como ficaria o terminal

Audiência pública e contribuições são para o Estudo de Viabilidade Ambiental (EVA) do Terminal de Ônibus Reserva Raposo

ADAMO BAZANI

A prefeitura de São Paulo disponibilizou mais uma vez para audiência pública e recebimento de sugestões para o Estudo de Viabilidade Ambiental (EVA) necessário para a construção de um terminal de ônibus no km 18,5 da Rodovia Raposo Tavares.

O Terminal de Ônibus Reserva Raposo é uma compensação a ser bancada pelo Grupo Rezek, responsável pela construção do megacondomínio Parque Raposo Empreendimentos Imobiliários LTDA.

O prazo para sugestões e críticas é de 45 dias a partir da publicação oficial do aviso, que ocorreu no sábado, 24 de abril de 2021.

O estudo completo está no link: https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/meio_ambiente/eia__rimaeva/index.php?p=170

O EMPREENDIMENTO:

O empreendimento deve ter 119 torres, totalizando 17.960 unidades em quatro tipologias distintas, com previsão de abrigar 56.574 pessoas. Quando pronto, o espaço terá também 58 mil m2 da área bruta locável (ABL) para empreendimentos comerciais, a serem distribuídos entre centros comerciais, lojas de rua e salas comerciais.

O “Reserva Raposo”, contará com quase 20 mil m2 de áreas em terrenos destinadas ao uso institucional e outros 4,5 mil m2 de áreas em edifícios de uso misto, nos quais há previsão de instalação de equipamentos públicos, como creches, centros de educação integrados (CEI), centro de referência ao idoso, entre outros equipamentos. Por fim, ressaltam-se os mais de 80 mil m2 a serem destinados para área verde e implantação de equipamentos para lazer.

TERMINAL E LINHAS:

A estimativa é de que ao menos 55% dos moradores do conjunto residencial vão usar os ônibus do terminal.

Contando também quem vai trabalhar no local, a previsão é que passam pelo terminal de 48 mil a 50 mil pessoas por dia útil.

O terminal vai ocupar uma área de 18,6 mil metros quadrados (18.659,80 metros quadrados) e o local onde vai ser instalado foi decretado como espaço de utilidade pública, passando pertencer assim ao município. A área útil será de 13,9 mil metros quadrados, sendo  8,3 mil metros quadrados (8.321,84 m2); de área coberta.

O terminal terá duas entradas de ônibus, uma pela Raposo e outra pelo condomínio.

Também será construído um viaduto para os ônibus acessarem a rodovia no sentido São Paulo.

As linhas estruturais da região seriam divididas em dois eixos:

–  Avenida Escola Politécnica – duas linhas, uma com destino Terminal Pinheiros – Metrô e outra com destino Terminal Lapa.;

–  Rodovia Raposo Tavares – três linhas com destinos Terminal Pinheiros – Metrô, Centro – Terminal Princesa Isabel e Estação Leopoldina CPTM.

São previstas inicialmente 14 linhas de ônibus para atendimento da população, sendo todas as linhas previstas a integrarem o itinerário do terminal, sendo 12 municipais gerenciadas pela SPTrans (São Paulo Transporte) e duas metropolitanas sob gestão da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos.

SPTRANS:

– Circular Interna Reserva Raposo: Sentido Horário com 12 midiônibus  do subsistema Local de Distribuição

– Circular Interna Reserva Raposo: Sentido Anti-horário , com 12 midiônibus  do subsistema Local de Distribuição  –

– Jd. Boa vista – Term Reserva Raposo (Circular): com oito ônibus básicos do subsistema Local de Distribuição

– Cohab Raposo Tavares – Term Resp. Raposo (Circular): com 10 ônibus básicos do subsistema Local de Distribuição

– Jd São Jorge – Term Reserva Raposo: com quatro midiônibus  do subsistema Local de Distribuição

– CDHU MUNCK – Term Reserva Raposo: com quatro midiônibus do subsistema Local de Distribuição

– Jd Arpoador – Term Reserva Raposo: com quatro midiônibus do subsistema Local de Distribuição –

– Jd Paulo VI – Term Reserva Raposo: com quatro midiônibus do subsistema Local de Distribuição

– Term Reserva Raposo – Term Princesa Isabel: com 20 superarticulados de 23 do subsistema  Estrutural Radial

– Term Reserva Raposo – Term Butantã: com 12 ônibus Padron do subsistema Estrutural Radial

– Term Reserva Raposo – Metrô Pinheiros: com 12 ônibus Padron do subsistema Estrutural Radial

– Term Reserva Raposo – Term Lapa: com 12 ônibus Padron do subsistema Estrutural Radial Metropolitana

EMTU:

– Term Metrop de Cotia – Term Reserva Raposo: com quatro ônibus Padron

– Osasco (Jd Sta Maria) – Term Reserva Raposo: com oito ônibus Padron

O local deve ter sete plataformas com as seguintes dimensões:

  • Plataformas 1 e 2: com 8,00 metros de largura e 82,5 metros de comprimento, terão funcionamento com operações de desembarque na plataforma 1 e embarque e desembarque na plataforma 2;
  • Plataforma 3 e 4: com 8,00 metros de largura e 94,5 metros de comprimento funcionando com operações de desembarque;
  • Plataforma 5 e 6: com 8,00 metros de largura e 99,5 m de extensão com operações de embarque e desembarque em um lado;
  • Plataforma 7: com 6,0 metros de largura e 103,5 metros de comprimento, terá funcionamento com operações de embarque e desembarque.

O empreendimento foi alvo de uma disputa judicial entre a prefeitura de São Paulo e Osasco pelas obras de compensação de tráfego e saneamento ambiental.

O município da Grande São Paulo alega que ao menos 3% do Reserva Raposo estão em seu território e que o número de pessoas e veículos vai prejudicar o trânsito na cidade.

Como mostrou o Diário do Transporte em 10 de janeiro de 2019, a prefeitura já havia lançado um procedimento de consulta, mas houve modificações.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2019/01/10/prefeitura-de-sao-paulo-disponibiliza-estudo-de-viabilidade-ambiental-do-terminal-de-onibus-reserva-raposo-para-audiencia-publica/

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. LUCIA disse:

    Irracionalmente e estupendamente esqueceram do sistema viario ja insuportável da Rodovia Raposo Tavares só viável entre,4 e 7 horas da manhã serāo mais 60mil moradores dos quais provavelmente 80 % precisam se mobili
    Izar e entāo vão entulhar mais ainda o que já esta intrafegável Quem é o brilhante planejador que pensa nas linhas coletivas seus acordos contratos e nāo vê que levara o caos a Rodovia insuportável entre 8 e 11hs e 18 as 20 hs.So visam lucro

  2. Davi disse:

    Só de olhar o google maps consegui contar apenas 10 torres construídas, até construirem 117 torres tem muito chão, me pergunto se essa obra realmente vai sair do papel.

  3. Gilson Júnior de Jesus disse:

    Sugestão: levar a linha 17 ouro do Metrô Jabaquara/Aeroporto x Morumbi até o conjunto. Proporcionando agilidade, baixa poluição com menos ônibus e redução do tráfego de veículos na Raposo Tavares.

  4. Paulo Gil disse:

    Amigos, boa noite.

    Em pleno 2021 com um multi complexo de habitações residenciais, comerciais e outras; estão falando em Terminal de buzão e linhas internas de buzão no Complexo.

    Há tempos que eu me expresso aqui no DT que a linha 3 Verde do metro deve seguir em túneis até o cemitério da Lapa e depois via aérea até a Raposo / Taboão da Serra.

    Linhas circulares internas ao complexo outro absurdo; basta fazer um Aerotrem igual de Porto Alegre (assistam no youtube – link parcial abaixo – favor juntá-los)

    https://www.youtube

    .com/watch?v=b6kcze1Vx1Q

    Sim Aerotrem, o nome está correto, porque ele é movido a ar e inventado por um brasileiro (no filme consta o nome do inventor).

    PMSP, SMT e SPTRANs acordem já estamos em 2022.

    Como já abordado por outros comentaristas acima, o viário local não irá suportar, lembrando que eu conheci a Raposo desde os tempos que se podia fazer pick nick nas suas margens. bem como vivi a urbanização dos arredores ( ou melhor INFERNIZAÇÃO dos arredores

    Att,

    Paulo Gil
    “Buzão e Emoção e a Paixão”

  5. Ovarta Silveira Flores disse:

    Não se esqueçam que temos 3 pés de Araucárias que não poderão ser cortadas.

Deixe uma resposta