Transportes em São Paulo operam com escala de domingo e passageiros reclamam de superlotação em feriado que é dia normal para muita gente

Maior parte das reclamações é em relação à CPTM que tem longos intervalos entre as composições

ADAMO BAZANI

Feriado que é dia normal para muitos trabalhadores depois de diversas atividades fechadas devido às fases emergencial e vermelha do plano do Governador João Doria contra a covid-19; muita gente indo trabalhar de transporte público e, em plena pandemia, quando a ordem é não aglomerar, os Transportes Metropolitanos de São Paulo reduziu a oferta de viagens.

Nesta manhã de 21 de abril de 2021, choveram nas redes sociais e nos veículos de comunicação reclamações de passageiros com menos trens e ônibus disponíveis.

A maior parte dos relatos é em relação à CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos). A lotação nos trens tem sido grande por causa desses intervalos.

Por meio de uma das redes sociais oficiais, a CPTM diz que os horários são semelhantes aos de domingo.

“Bom dia. Por se tratar do feriado nacional de Tiradentes, programamos um intervalo maior entre os trens. Operamos com intervalos de domingo e feriados.” – diz a postagem da companhia.

O Diário do Transporte entrou em contato com a STM (Secretaria dos Transportes Metropolitanos) e aguarda um retorno.

A reportagem também recebeu reclamações de ônibus municipais lotados na capital paulista e agurada posicionamento da SPTrans.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta