Guarulhos (SP) segue Plano São Paulo e detalha novas regras para estabelecimentos

A partir do dia 24 de abril será permitido o funcionamento de estabelecimentos de serviços em geral. Foto: Diego Secco/PMG.

Fase de transição foi anunciada por Doria nesta sexta (16)

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Guarulhos, na Grande São Paulo, informou nesta sexta-feira, 16 de abril de 2021, que vai seguir as novas regras do Plano São Paulo.

Nesta sexta, a gestão João Doria decidiu criar uma fase de transição no Plano São Paulo de quarentena.

Relembre:

ÁUDIO: Gestão Doria cria “fase de transição no Plano São Paulo” de quarentena que vai durar duas semanas

De acordo com o prefeito Gustavo Henric Costa, conhecido como Guti, trata-se de uma pequena vitória para o comércio. “Os comerciantes precisam disso, mas temos que pensar na vida em primeiro lugar, com muita parcimônia e equilíbrio. Precisamos continuar seguindo todos os protocolos”, afirmou.

O município informou que é obrigado por determinação judicial a seguir o plano. Assim, o Executivo divulgou os detalhes das novas regras.

Confira:

A partir do próximo domingo (18) cultos, missas e demais atividades religiosas de caráter coletivo poderão acontecer, mas com apenas 25% da capacidade de ocupação do estabelecimento.

As atividades administrativas internas de modo presencial em estabelecimentos comerciais e prestadores de serviços serão permitidos no período das 11h às 19h e somente poderão ser realizadas também com 25% da capacidade máxima de ocupação.

Além disso, a partir do dia 24 de abril será permitido o funcionamento de estabelecimentos de serviços em geral, restaurantes e similares, salões de beleza, barbearias e atividades culturais, apenas no período das 11h às 19h e com apenas 25% da capacidade de ocupação.

As academias também podem voltar a atender a partir do dia 24, das 7h às 11h e das 15h às 19h e igualmente com 25% da capacidade. Todos os estabelecimentos devem adotar protocolos sanitários rigorosos, como exigir utilização de máscara por funcionários e clientes, reforçar a limpeza do local e disponibilizar álcool em gel, entre outros.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. MARCIO LUIZ FERREIRA DE SOUZA disse:

    Absurdo flexibilizar…tem que ter lockdown

    1. Dete disse:

      Vergonha esse prefeito de Guarulhos aqui no jd Guilhermino estão fazendo o que querem nessa pandemia. Kd a fiscalização???

  2. Vanda disse:

    Infelizmente Guarulhos não está seguindo nada,tudo funcionando normal,como não existisse pandemia, lamentável.

  3. Sergio Castro disse:

    A prefeitura não fiscaliza, o óleo diesel sobe de preço, e os empresários tiram os ônibus da linha, e o povo anda em ônibus lotado.
    Presidente, Governador e Prefeito incompetente.
    Povo indisciplinado, juntando tudo+ mortes.

Deixe uma resposta