Guarulhos (SP) promete mais de cinco quilômetros de ciclovias até abril de 2022

Construções serão realizadas na Avenida Monteiro Lobato e na Avenida Papa João Paulo I. Foto: Divulgação / Fábio Nunes Teixeira.

Atualmente, cidade tem duas vias exclusivas para ciclistas

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Guarulhos, na Grande São Paulo, informou em nota que a cidade terá 5.131 metros de novas ciclovias até abril de 2022. A promessa foi divulgada pelo governo municipal nesta terça-feira, 13 de abril de 2021.

O total de novas vias exclusivas para ciclistas compreende dois quilômetros na Avenida Monteiro Lobato (da entrada da Base Aérea de Cumbica até o viaduto sobre a Rodovia Hélio Smidt) e 3,1 quilômetros do número 1.715 da Avenida Papa João Paulo I até as proximidades da Rua Landulfo Almeida Filho, em Cumbica.

Segundo a Prefeitura, a construção das pistas especiais para ciclistas acompanha a obra dos novos corredores de ônibus municipais localizados nas avenidas mencionadas e cujas obras tiveram início há cerca de uma semana.

Relembre: Guarulhos (SP) inicia construção de corredor de ônibus na Avenida Monteiro Lobato

Leia também: Guarulhos (SP) inicia obras do corredor de ônibus da Avenida Papa João Paulo I

CICLOVIAS EXISTENTES

Atualmente, Guarulhos conta com duas ciclovias, uma na Avenida Ministro Evandro Lins e Silva, Parque Cecap, com 1,5 quilômetro de extensão, e outra na Vila Galvão, na Avenida Francisco Conde, desde o Lago dos Patos até as proximidades da rua São Miguel do Araguaia, com 1,35 quilômetro de extensão.

Outra opção para os ciclistas é a ciclofaixa da Avenida Paulo Faccini (atualmente desativada por conta da pandemia de Covid-19), que tem pouco mais de dois quilômetros de extensão.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Comentários

  1. Nivaldo pires de freitas disse:

    Guarulhos deveria de canalizar os corregos isto sim corregos trazendo doença para a população ninguém faz nada sobre isso famílias vivendo perto de corregos cheio de esgoto produzindo doença para todos os munícipes cheios de entulhos, canalizados eles fluiam muito mas rápido

  2. Marcio disse:

    Tentem andar de bicicleta na ciclovia da Francisco conde. Aquilo virou passarela de pessoas descompromissadas com a saúde alheira. Somente pedestres, a grande maioria sem máscaras, mal educados, pois não respeitam a sinalização ( talvez porque a sinalização seja no para bicicletas e não pedestres). Enfim, uma ciclovia que vai do nada a lugar nenhum, que atrapalha o trânsito, espalha covid e repleta de pessoas mal educadas.

  3. Ana paula disse:

    O que deve ser feito ninguém toma as providências necessárias esta tendo infestação de escorpião aqui as margens do rio cabucu na vila Galvão . O povo preocupado com ciclovia me poupe

  4. Dener Lima disse:

    A cidade poderia começar a utilizar as ciclofaixas como meio de transporte e não somente para laser, parece que agora começaram a pensar e locais estratégicos para a implementação, ciclofaixa do bosque maia?! Fala sério. Atrás do aeroporto de Guarulhos, há um ótimo espaço para se colocar uma ciclovia, ligando duas regiões de grande movimentação, porém o espaço está lá largado, quase sem calçada e com córrego sem canalizaçao. Tudo isso atrás do infame aeroporto internacional de Guarulhos.

  5. claudio kinjo disse:

    Bem eu ia sugerir MAIS CICLOFAIXAS/CICLOVIAS, mas ao ver comentários aqui, nem esgoto cuidam, que é o básico, pedir cicloqualquer coisa fica difícil. Na verdade, numa cidade de mais de 1 milhão de habitantes, Guarulhos é vergonha, desleixo, tristeza, feudal, suja, feia, vejam, vão fazer 5km, dobrar os 5 que possuem, nooossa.

  6. Douglas Leite dos Santos disse:

    Uma vergonha o número de quilometragem de ciclovia da cidade de Guarulhos. O transporte público que já é um dos maiores problemas, é agravado com a a falta de opções de se locomover por outros meios. Investir em ciclovia é uma questão de saúde pública, de sustentabilidade e preservação de meio ambiente. Mas.parece que existe uma resistência política ou uma incapacidade intelectual de entender a importância da ciclovia como incentivo.

    Tudo no Brasil e em Guarulhos tem que demorar pra acontecer !!

  7. Isaías Figueira disse:

    Prefeitura incompetente não consegue terminar o trevo Bonsucesso imagina uma ciclovia.

  8. MARCIO LUIZ FERREIRA DE SOUZA disse:

    A ciclovia da Vila Galvão virou pista para caminhada. Já não era boa pra andar por ser muito curta, ai juntou com o povo mal educado que usa pra andar…acabou!!

  9. Luiz disse:

    5 km de ciclovia e dizer que isdo é projeto? Tenham vergonha na p da cara.

  10. Eduardo disse:

    E o Anel viário, que passa pela Vila Augusta, não merece uma bela ciclovia? Não merece um espaço para caminhada?
    Vamos se mexer, Prefeitura?

  11. Reginaldo disse:

    Guti, cadê o corredor de ônibus na Papa João Paulo que chegue até estrada de Nazaré no são João quem trabalha em São Paulo não precisa de ciclovia precisa chegar mais cedo em casa e é em Guarulhos o trânsito não em São Paulo lá existe rodízio de carros .Aqui não tem por incompetência do prefeito de Guarulhos.

  12. Davi Vyctor disse:

    Mais uma promessa vazia dessa gestão apática

  13. Anderson de Lima disse:

    O modelo de desenvolvimento urbano atual já beira o limite do insuportável. Precisou de uma pandemia para que fosse pensado que não é legal colocar 35 pessoas dentro de uma lotação e viajar assim por 1h.
    A opção de locomoção por bicicletas deve ser pensada como uma opção de transporte e nesse caso uma ciclovia de 5 km será irrelevante, melhor trabalhar na conscientização dos motoristas para que possamos ter um trânsito compartilhado.
    No geral, as ciclovias de transformam em vias de passeio e atividades físicas para pedestres como o caso do Vila Galvão, tornando extremamente perigoso o trafego de bicicletas,ou seja, para mobilidade na bicicleta não vai ajudar em nada.
    Seria necessário conectar os terminais de ônibus da cidade com ciclovias e estes terminais às estações de trem e metro, além disso disponibilizar bicicletarios para de fato tornar possível que se ultilize a bicicleta como meio de transporte, no entanto é muito mais interessante que continuemos pagando 6 reais para andar num ônibus lotado, sem ar condicionado como única opção ou comprar um carro e pagar todos os impostos para ter o direito de viajar sentado.
    Moral da historia, mais dinheiro nosso gasto com algo que trará pouco benefício.

  14. Paulo disse:

    Guarulhos e um caus na saúde, ninguém come alfalto em tintas.

  15. WALTER SOARES DA SILVA disse:

    Poderiam fazer um ciclo via na parte da rodovia Ayrton Senna, entre a região do Marcos freire e cidade satélite em Cumbica, muita gente usa bicicletas como meio de transporte e tem que se arriscar na rodovia, ajudaria muito.

Deixe uma resposta para Marcio Cancelar resposta