Estação da Luz terá ligação para a Sala São Paulo e aumento de área da plataforma das linhas 7 e 11 da CPTM

Plataforma maior deve ajudar a reduzir aglomerações (Foto: Adamo Bazani/Arquivo)

Contratação também prevê a instalação de passarela provisória. As áreas de desembarque das linhas 7-Rubi e 11-Coral serão ampliadas em 70 metros na extremidade leste, o que vai representar 690 metros quadrados de área útil

ADAMO BAZANI

Colaborou Willian Moreira

A CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) assinou um contrato de R$ 11,2 milhões (R$ 11.246.924,00) para a adequação da plataforma central da Estação da Luz, implantação da ligação à Sala São Paulo e instalação de passarela provisória de acesso à rua José Paulino.

O extrato da contratação foi publicado oficialmente nesta quarta-feira, 07 de abril de 2021, e a duração é de 24 meses, sendo 12 meses para execução das obras e 12 meses para operação assistida.

A empresa contratada foi a Construmax Construções e Empreendimentos após licitação.

As obras vão ter de seguir as normas dos conselhos de patrimônio histórico pelo fato de a Estação da Luz ser tombada.

PLATAFORMA:

De acordo com o edital ao qual o Diário do Transporte teve acesso, a adequação da plataforma central (2 e 3) tem o objetivo de aumentar as áreas de desembarque das linhas 7-Rubi e 11-Coral com extensão de uso de aproximadamente 70 metros na extremidade leste, o que vai representar 690 metros quadrados de área útil de plataforma central.

A estrutura do Viaduto Tiradentes que fica na plataforma central vai receber limpeza, remoção do revestimento cerâmico, estucamento, lixamento e pintura com verniz antipichação.

LIGAÇÃO COM A SALA SÃO PAULO:

Será criado um trajeto coberto entre a Estação da Luz da CPTM e a Sala São Paulo.

A extensão será de aproximadamente 225 metros e vai permitir a integração com outros equipamentos culturais na região como o Museu da Língua Portuguesa e a Estação Pinacoteca.

A estrutura vai passar sob o viaduto General Couto de Magalhães, que dá acesso à Praça da Luz e à Rua José Paulino.

A nova ligação vai conectar a extremidade Oeste da plataforma 1 da estação ao estacionamento da Sala São Paulo.

PASSARELA PROVISÓRIA:

A passarela provisória vai ser de metálica e será instalada na extremidade oeste da plataforma Central da Estação da Luz, no sentido Barra Funda.

A ligação vai até a calçada da Praça da Luz e será coberta.

Para esta saída, será necessário abrir um vão no muro de alvenaria existente que é tombado.

Assim, o edital acessado pelo Diário do Transporte exige que seja contratada pela vencedora da licitação uma empresa especializada para a retirada dos tijolos aparentes, um por um, para que sejam conservados e colocados novamente no restauro do muro após a retirada da passarela provisória.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Willian Moreira, em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Poxa, deveriam ter mantida a passarela ali para passagem de quem fosse pegar outro trem para seguir viagem, caso de quem vem da leste e quer seguir para Barra Funda, ou até Morato/Jundiaí…evitaria amontoar gente no subterrâneo, que mais parece quando vc mexe num formigueiro,,,gente batendo cabeça (imaginem se a linha 10 terminasse aí??),,,rrrrsss

  2. Paulo Gil disse:

    Amigos, boa noite.

    Mais uma ideia a lá Paulo Gil aplicada em São Paulo.

    Porém cometeram um grave erro.

    A passarela tem de ter seu fim na estação Júlio Prestes e não no estacionamento da sala São Paulo.

    Façam um Aditivo ao contrato para corrigir este erro.

    Ou será que o erro foi proposital ?????????????????

    Att,

    Paulo Gil
    “Buzão e Emoção é a Paixão

Deixe uma resposta