BR7 começa a pagar atrasados, mas ônibus em São Bernardo do Campo só devem estar normalizados nesta sexta (26)

Ônibus da BR7

Empresa atrasou “vale salarial” do dia 20. Prefeitura entrou com ação na Justiça para frota de 70%

ADAMO BAZANI

A empresa de ônibus BR7 Mobilidade, responsável por operar todas as linhas municipais de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, começou no fim da tarde desta quinta-feira, 25 de março de 2021, a pagar parte dos depósitos atrasados do “vale salarial”, o adiantamento da categoria previsto em convenção coletiva de trabalho que deveria estar na conta dos funcionários no dia 20.

A informação é do presidente do Sintetra, sindicato dos rodoviários da região do ABC, Leandro Mendes da Silva, ao Diário do Transporte.

Entretanto, os serviços só devem ser normalizados nesta sexta-feira, 26 de março de 2021.

A greve começou nas primeiras horas da madrugada.

Em nota, o Sintetra explica que 40% do valor devido começaram a ser pagos nesta quinta-feira e 60% restante cairão na conta nesta sexta-feira.

A diretoria do sindicato, através do nosso presidente Leandro, vem informar que, após os protestos e a greve deflagrada pelos trabalhadores da empresa BR7 Mobilidade, da cidade de São Bernardo do Campo, em virtude do atraso no pagamento dos salários, os representantes da empresa atenderam o nosso pedido e resolveram efetuar os pagamentos, sendo que 40% será pago ainda hoje (25/03) e amanhã cedo (26/03), será depositada a diferença.

O SINTETRA parabeniza a todos os trabalhadores pela mobilização, organização e união.

Essa conquista é fruto da nossa luta e o sindicato sempre estará ao lado dos trabalhadores para defendermos os nossos direitos.

Em nota, a prefeitura de São Bernardo do Campo informou que entrou na Justiça para que ao menos 70% da frota sejam garantidos.

A Prefeitura de São Bernardo ingressou nesta quinta-feira (25/03) na Justiça, requisitando que ao menos 70% da frota do Transporte Coletivo retorne às suas atividades de trabalho de forma imediata, garantindo a oferta para a população.

A medida ocorre após o Sindicato dos Rodoviários do Grande ABC (Sintetra) realizar manifestação, que resultou na paralisação do transporte público municipal.

A Administração ressalta que não foi comunicada anteriormente sobre o ato e que considera uma irresponsabilidade esta paralisação. No momento, devido à manifestação, as linhas municipais seguem fora de circulação.

A Prefeitura de São Bernardo aguarda a decisão da Justiça.

Desde as primeiras horas desta quinta-feira, 25 de março de 2021, os ônibus da BR7 Mobilidade e da Expresso SBC não saíram para as ruas.

A situação dos trabalhadores da Expresso SBC foi resolvida por volta das 09h, quando os funcionários aceitaram a proposta do pagamento em duas parcelas do vale-refeição e vale-alimentação atrasados. A Expresso SBC opera linhas metropolitanas da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) entre Diadema e São Bernardo do Campo.

A operação da Expresso SBC é normal

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Maria José Machado Gomes disse:

    O dono ou dona desta empresa deve tomar vergonha na cara e cumprir com seus deveres com os trabalhadores .vejo como se aproveitando da situação que estamos vivendo pra não paga as funcionários pq falta de dinheiro tenho certeza qui não é.

Deixe uma resposta