Barreiras sanitárias interferem na operação dos ônibus em Petrópolis (RJ)

Em nota, empresas de ônibus ressaltam que os bloqueios são importantes e necessários para o controle do município na entrada de pessoas durante a pandemia. Foto: Divulgação / Setranspetro.

Transporte coletivo registra atrasos de aproximadamente 15 minutos em cada viagem

JESSICA MARQUES

As empresas de ônibus de Petrópolis, na Região Serrana do Rio de Janeiro, informaram que barreiras sanitárias estão interferindo na operação de algumas linhas de ônibus na cidade. Os bloqueios foram instalados nas principais entradas da cidade, em combate à covid-19.

Nesta quinta-feira, 25 de março de 2021, o transporte coletivo está registrando atrasos que chegam a até 15 minutos, devido à lentidão no trânsito. As empresas de ônibus ressaltam, em nota, que os bloqueios são importantes e necessários para o controle do município na entrada de pessoas durante a pandemia.

Confira os detalhes da operação, divulgados pelas empresas:

A Turb Petrópolis é uma das empresas que está sendo afetada com atrasos na operação. Pela manhã, os atrasos variavam entre sete e 10 minutos. Além da barreira sanitária em Bonsucesso, o problema também se agravou em razão das obras viárias na Estrada União e Indústria, que opera em esquema de pare e siga para todos os veículos.

As linhas 610 – Araras, 618 – Santa Luzia e 700 – Terminal Itaipava são as principais prejudicadas na região por conta do bloqueio sanitário. Já as linhas 606 – Alcides Carneiro e a 613 – Bairro da Glória, enfrentam diretamente os reflexos do trânsito provocados pelas obras viárias, tendo a linha 606 perdido uma viagem pela manhã.

Já os ônibus da Cidade Real estão registrando atraso médio de 15 minutos, em razão da barreira sanitária no Pórtico do Bingen. As interferências atingem as linhas 010 – Rodoviária (Executivo), 100 – Terminal Bingen, 116 – Dias de Oliveira, 123 – Centenário, 140 – Comunidade Vitória e 180 – Quitandinha x Terminal Bingen. Ainda pela tarde, uma carreta quebrou poucos metros antes do bloqueio sanitário, provocando o desvio dos ônibus pela Duarte da Silveira, por aproximadamente 40 minutos.

O Setranspetro orienta que os passageiros baixem gratuitamente o aplicativo “Vá de ônibus” para acompanhar, em tempo real, a localização dos ônibus em Petrópolis. Os clientes também podem acessar os aplicativos “Cascatinha App” e “Petro Ita App”. Para os passageiros da Turb Petrópolis, está disponível o aplicativo “Cittamobi”.

BALANÇO DOS BLOQUEIOS

A Prefeitura informou que, em menos de 96 horas, mais de 100 veículos já foram impedidos de entrar em Petrópolis nas barreiras sanitárias. O acesso de pessoas de outras cidades só está sendo permitido àquelas que comprovarem propriedade de imóvel aqui ou apresentarem voucher demonstrando reserva em meio de hospedagem local ou agendamento para compra nos polos de moda.

Nesta quinta (25), até as 14h, 37 carros foram impedidos de ingressar no município. Segundo a Prefeitura, na barreira do Quitandinha, retornaram oito veículos provenientes de outras cidades até esse horário. No Bingen, três automóveis foram impedidos de entrar no município. Em Bonsucesso, foram 21. Já no bloqueio do Alto da Serra, cinco carros foram obrigados pelas equipes a voltar para os seus municípios.

“O trabalho realizado nas barreiras sanitárias conta com equipes da CPTrans, Vigilância Sanitária, Guarda Civil, Defesa Civil e da coordenadoria especial de Relações Institucionais, por intermédio dos agentes regionais. Ações nas cachoeiras também serão realizadas a partir de amanhã (26) com a participação da Secretaria de Meio Ambiente e do Inea. O objetivo da barreira sanitária é diminuir a migração de pessoas de fora para a cidade, buscando impedir o aumento da circulação e reduzir a taxa de contágio”, detalhou a Prefeitura, em nota.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Carlos Henrique Alves Bezerra disse:

    Não consigo entender o impedimento de entrada de veículos em Itaipava somente para almoçar e depois retornar no mesmo dia.
    Chegada ás 13/14 horas e retorno ás 17/18 horas. Estamos levando CIFRAS ao município e garantindo empregos.

Deixe uma resposta