Sem acordo, greve do transporte coletivo em Uberlândia (MG) continua

Greve teve início em 10 de março. Foto: Marcel Fagundes/Ônibus Brasil.

Em assembleia os trabalhadores rejeitaram as propostas patronais

WILLIAN MOREIRA

Após assembleia realizada no Sindicato dos Trabalhadores no Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de Uberlândia (Sinttrurb) nesta segunda-feira, 22 de março de 2021, os trabalhadores do transporte coletivo da cidade mineira decidiram manter a greve por tempo indeterminado.

O sindicato apurou os votos dos funcionários das empresas Autotrans, São Miguel e Sorriso de Minas e ampla maioria rejeitou a proposta patronal. Ao todo foram 659 votos, sendo 642 contra a proposta e somente 17 a favor.

A greve, iniciada em 10 de março, tem como reivindicação a volta do pagamento integral. Os trabalhadores também peçam que seja reparado o atraso nas cestas básicas e melhorias em condições de trabalho, como uma maior higienização dos ônibus e a disponibilidade de álcool em gel, diminuindo os risco de contágio pelo coronavírus.

Relembre:

Greve de ônibus em Uberlândia (MG) chega ao quinto dia

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta