Estabelecimentos e serviços do ABC Paulista devem encerrar atividades às 19h a partir de sábado (20)

Decisão foi tomada pelo Consórcio Intermunicipal. Foto: Ricardo Trida / PSA.

Horário não se aplica a hospitais públicos e privados, aos serviços de saúde de urgência e emergência, às farmácias, aos laboratórios, às óticas, aos hospitais veterinários e demais na área de saúde

JESSICA MARQUES

Os prefeitos do ABC Paulista decidiram que a partir de sábado, 20 de março de 2021, algumas atividades essenciais da região poderão funcionar apenas até as 19h.

O horário estipulado não se aplica aos hospitais públicos e privados, aos serviços de saúde de urgência e emergência, às farmácias, aos laboratórios, às óticas, aos hospitais veterinários e demais serviços de natureza essencial ao funcionamento dos serviços de saúde, bem como à atividade industrial, de telecomunicação e segurança.

A medida vale enquanto durar a fase emergencial do Plano São Paulo, inicialmente prevista para terminar em 30 de março. A restrição está sendo regulamentada por meio de decretos das prefeituras.

A decisão foi tomada nesta quinta (18), em assembleia extraordinária do Consórcio Intermunicipal Grande ABC, e divulgada nesta sexta (19).

TRANSPORTE COLETIVO E ZONA AZUL

Apesar das alterações nos serviços, o transporte coletivo na região não terá alterações. As cidades de Santo André, São Bernardo do Campo e Diadema vão seguir com a medida de interromper a operação dos ônibus às 22h. Nas demais, o transporte coletivo municipal circula em horário normal, com algumas alterações no percentual de frota operante.

Confira os detalhes, por cidade:

Santo André

A Prefeitura de Santo André informou ao Diário do Transporte que o transporte coletivo vai operar até às 22h para garantir o acesso dos trabalhadores dos serviços essenciais e da saúde. A operação dos veículos ficará interrompida até às 4h.

Em relação à frota, não haverá alteração. A SATrans continuará ofertando o mesmo número de ônibus, de acordo com a demanda. Já em relação à Zona Azul, o serviço de cobrança não será interrompido neste momento.

Confira como será o funcionamento dos serviços, em geral, na cidade:

A Prefeitura de Santo André reduziu o horário de funcionamento de estabelecimentos comerciais que estão autorizados a funcionar na fase emergencial do Plano São Paulo.

A partir deste sábado (20), os setores que antes poderiam funcionar até as 21h, deverão encerrar as atividades às 19h. As regras valem enquanto durar a fase emergencial, inicialmente prevista para terminar em 30 de março. A determinação consta em decreto do prefeito Paulo Serra publicado nesta sexta-feira (19).

Entre os segmentos autorizados a funcionar até as 19h estão Alimentação (supermercados, padarias, açougues, feiras livres, etc), Transporte (estabelecimentos de locação de veículos, oficinas mecânicas, lojas de autopeças e estacionamentos), Abastecimento (distribuição e logística, agroindústria, transportadoras, armazéns e postos de combustível), Segurança pública e privada, Comunicação Social (empresas jornalísticas e de radiodifusão, de som e imagens), Construção Civil e Indústria.

Também podem funcionar até este horário outros serviços como hotéis, lavanderias, serviço de limpeza, de manutenção e zeladoria, bancários, lotéricas, cartórios, correios, call centers e bancas de jornais.

As demais regras da fase emergencial em Santo André não sofreram alteração. Das 22h às 4h, segue restrita a circulação de pessoas e de veículos no município, além da determinação de fechamento dos estabelecimentos comerciais essenciais. Os serviços de delivery podem operar até 0h.

A circulação de ônibus continuará suspensa entre 22h e 4h, durante o período da fase emergencial. Estão autorizados a funcionar irrestritamente apenas serviços de Saúde de urgência e emergência, farmácias, laboratórios, hospitais veterinários e transporte privado de passageiros, como táxi e aplicativos.

São Bernardo do Campo

A Prefeitura de São Bernardo informou ao Diário do Transporte que a operação do sistema de transporte público municipal não sofrerá alterações, ocorrendo das 4h às 22h. Atualmente, segundo a Prefeitura, 103 mil passageiros tem utilizado diariamente o sistema municipal, o que representa uma redução de 55% em relação à média de 230 mil usuários transportados pelo sistema antes do início da pandemia.
“Mesmo diante da redução de usuários no sistema, a concessionária responsável pelo serviço tem mantido 70% da frota de ônibus municipais em operação, com reforço ainda maior nos horários de pico, garantindo assim o cumprimento das normas sanitárias.”

Com relação à Zona Azul, a operação do estacionamento rotativo do município também não sofrerá alterações durante a vigência da Fase Emergencial do Plano São Paulo, segundo a Prefeitura. A única exceção fica por conta das vagas instaladas na Rua Marechal Deodoro, no Centro, que devido às restrições impostas pela Administração, estão fora de operação devido à interdição da via para circulação de veículos.

Confira como será o funcionamento dos serviços, em geral, na cidade:
A partir deste sábado (20/03), as atividades autorizadas a funcionar no período deverão encerrar seus expedientes até as 19h. O transporte coletivo permanece suspenso das 22h às 4h.

A medida não se aplica aos hospitais públicos e privados, serviços de emergência na Saúde, farmácias, laboratórios, hospitais veterinários e demais atividades consideradas essenciais à Saúde. Também não vale para as atividades industriais, de telecomunicação e segurança. Os serviços de delivery e drive thru, por sua vez, poderão funcionar após às 19h (delivery por 24h e drive-thru até as 21h), desde que limitados aos serviços de alimentação, farmácia, água, gás e material de construção.

O decreto reforça ainda os cuidados com o protocolo sanitário, como a obrigatoriedade de aferição de temperatura dos clientes, uso de álcool gel 70% por funcionários e clientes, uso contínuo de máscaras nos estabelecimentos, distanciamento de 1,50m entre as pessoas e, se necessário, com identificação assinalada no chão, higienização de carrinhos e cestas a cada uso, no caso de mercados, e implantação de horários diferentes para abertura e execução das atividades, quando possível.

FORA DE OPERAÇÃO – Como forma de evitar maior circulação das pessoas, parques e praças da cidade seguirão fechados. Não podem funcionar presencialmente escritórios, comércio de rua, shoppings ou galerias comerciais, ambulantes, restaurantes e buffets, clubes sociais ou esportivos, academias, floriculturas, salões de estética e beleza, barbearias, cursos livres, cinemas, teatros, boliches, concessionárias de veículos, perfumarias, lava-rápido de veículos, lojas de materiais de construção ou de limpeza, serviços de assistência técnica e produções audiovisuais. Igrejas e templos religiosos devem permanecer fechados, sendo autorizado transmissão online, sem presença de público.

CENTRAL DE TELEATENDIMENTO – Para sanar as principais dúvidas dos munícipes, a Prefeitura dispõe da Central de Teleatendimento do Atende Bem, por meio dos números 0800 77 08 156 ou (11) 2630-4650. Gratuito, o serviço funciona das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira.

CONFIRA AS ATIVIDADES AUTORIZADAS A FUNCIONAR ATÉ ÀS 19H, A PARTIR DE SÁBADO (20/03):

– Alimentação: supermercados, mercados, feiras-livres, mercearias, açougues, padarias e similares.
– Transporte: oficinas de veículos, lojas de autopeças, locação de veículos, estacionamentos, sendo que a zona azul funcionará normalmente.
– Logística: armazenagem, movimentação de materiais internos, pátios e transportadores de veículos automotores;
– Abastecimento: postos de combustíveis, mas o transporte e o abastecimento das distribuidoras de combustíveis, nesses postos, poderão permanecer em funcionamento após às 19h.
– Bancos e lotéricas: com observância aos protocolos sanitários próprios.
– Comunicação: serviços de call centers; meios de comunicação social, inclusive eletrônica e audiovisual; empresas jornalísticas e profissionais da imprensa; e bancas de jornais.
– Construção Civil.
– Condomínios residenciais: recomenda-se que as áreas comuns dos condomínios residenciais atendam às restrições e os protocolos sanitários impostos pelo município.
– Lavanderia.
– Óticas.
– Lojas de conveniência.
– Pet shops.
– Serviços de jardinagem.

São Caetano do Sul

A Semob (Secretaria de Mobilidade Urbana) da Prefeitura de São Caetano do Sul informou que o transporte público municipal permanecerá da mesma forma que está, seguindo estritamente o Plano São Paulo, a não ser que haja um novo decreto municipal.

Com relação à Zona Azul, o serviço já está e permanecerá suspenso até o dia 30, conforme já noticiado pelo Diário do Transporte.

Relembre:

São Caetano do Sul (SP) suspende cobrança de Zona Azul durante fase emergencial

Diadema

A Prefeitura de Diadema informou que não haverá mudanças a partir do dia 20. Os ônibus de Diadema continuarão operando até às 22h, quando encerram as atividades até às 4h, situação que se manterá até o dia 31 de março.

“A frota atual está sendo mantida integralmente desde o início da fase vermelha, e a Secretaria de Transportes realiza monitoramento diário para avaliar a necessidade de efetuar alguma mudança de programação.”

Além disso, Diadema, como a maioria dos demais municípios da região, manterá a cobrança do estacionamento rotativo, que pode ser comercializado normalmente pelo aplicativo.

Ribeirão Pires

Os ônibus municipais de Ribeirão Pires continuam trabalhando no mesmo esquema. Nenhuma alteração, uma vez que a frota já está entre 30 e 40% menor nas ruas.

A prefeitura suspendeu a cobrança de Zona Azul até o dia 29 de março e está aproveitando esse período para promover reparos em alguns bolsões de estacionamento.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta