ANTT reduz valor de pedágio na BR-101 ES/BA

Novas tarifas passam a valer a partir de zero hora do dia 19 de março de 2021 nas sete praças do trecho capixaba

ALEXANDRE PELEGI

O Diretor Geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT publicou a Deliberação nº 93, no Diário Oficial da União desta quarta-feira, 17 de março de 2021, reduzindo a Tarifa Básica de Pedágio do trecho concedido da BR-101/ES/BA, explorado pela ECO101 Concessionária de Rodovias S/A.

Com a Deliberação, e com efeito econômico-financeiro a partir da data-base de reequilíbrio contratual de 18 de maio de 2020, a tarifa reajustada, após arredondamento, para a categoria de veículo 1, passa a ter reduzidos os valores nas sete praças de pedágios P1, em Pedro Canário/ES; P2, em São Mateus/ES; P3, em Aracruz/ES; P4, em Serra/ES; P5, em Guarapari/ES; P6, em Itapemirim/ ES; e P7, em Mimoso do Sul/ES.

Os novos valores passam a valer a partir a partir de zero hora do dia 19 de março de 2021.

A Eco101 é responsável por administrar 475,9 quilômetros do trecho capixaba da BR-101, que vai do trevo de acesso à cidade de Mucuri, no Sul da Bahia, até a divisa com o Rio de Janeiro.

A área corta 25 municípios do estado do Espírito Santo, maior parte da concessão: 458, 4 quilômetros. Os outros 17,5 quilômetros estão dentro dos limites do estado da Bahia.

A rodovia conduz a cinco importantes portos: o de Vitória e o de Tubarão, na capital capixaba; o de Barra do Riacho, no norte do estado; o do Açu (ainda em construção), no Rio de Janeiro; e o de Ilhéus, na Bahia.

A rodovia dá acesso ainda às principais praias do Espírito Santo, como as Guarapari e Vila Velha, destino de milhões de turistas durante todo o ano.

Além de operar e fazer a manutenção da rodovia, a Eco101 também é responsável pela duplicação de todo o trecho até o final do contrato de concessão.

Nas sete praças de pedágio os preços caem cerca de 20 centavos:

P1 – Pedro Canário – passa de R$ 3,40 para R$ 3,20

P2 – São Mateus – de R$ 4,50 para R$ 4,30

P3 – Aracruz – R$ 4,20 passa para R$ 4,10

P4 – Serra – de R$ 4,10 para R$ 3,90

P5 – Guarapari – de R$ 4,20 para R$ 4,00

P6 – Itapemirim – de R$ 3,50 para R$ 3,40

P7 – Mimoso do Sul – de R$ 1,90 – manteve o mesmo valor.

 


Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta