Pesquisa Origem Destino do Metrô será feita por smartphone

Novo sistema em fase de testes vai verificar a viabilidade de realizar as pesquisas por meio digital e não presencial, como de costume

WILLIAN MOREIRA

O Metrô de São Paulo deu início nessa segunda-feira, 1° de março de 2021, a uma nova pesquisa de Origem Destino (OD) que apura dados de deslocamento de pessoas por cidades e bairros na Grande São Paulo, mas desta vez utilizando aplicativo de celular para coletar os dados.

Apesar de estar em fase de testes, esse método de pesquisa busca viabilizar o uso deste modo em pesquisas futuras, substituindo a avaliação de “porta em porta”, quando um ou mais pesquisadores vão até uma casa ou edifício e fazem perguntas diretamente às pessoas.

Dividida em etapas, a pesquisa será feita com 10 mil pessoas, inclusive com participantes da última coleta de informações realizada em 2017. Estes convocados estão recebendo mensagens via SMS, onde lhes é solicitada a colaboração.

Se a pessoa aceitar, ela instala um aplicativo (app) em seu celular autorizando a consulta/coleta de dados do GPS por sete dias seguidos. Em três destes dias o pesquisado deve editar as viagens no app, informando o motivo e para onde está indo, bem como o meio de transporte utilizado, como carro, trem, Metrô, por exemplo.

Um pré-teste já foi efetuado com funcionários da companhia e também será feita uma avaliação aberta para a população geral.

Diferente de outros anos, desta vez o objetivo não são os dados em si e seus resultados, mas avaliar a eficiência do método digital, como explica o presidente do Metrô de São Paulo, Silvani Pereira em nota divulgada para a imprensa.

Se bem sucedido, o uso da tecnologia pode nos trazer diversos ganhos, como economia de tempo e de recursos financeiros. Essa é uma tendência que Paris, por exemplo, já vem testando e nós vamos buscar para achar o modelo ideal para São Paulo“, disse Silvani.

A responsável pela aplicação, trabalho de apuração e uso da tecnologia é a empresa do Consórcio Cittamobi-Oficina. Inclusive o aplicativo Cittamobi, que fornece informações sobre o transporte coletivo da empresa, já tem um módulo exclusivo da Pesquisa OD Digital.

SOBRE A PESQUISA ORIGEM DESTINO

Como informa a Companhia do Metrô de São Paulo, a Pesquisa Origem Destino é o maior levantamento de mobilidade urbana realizado no Brasil.

Ela é feita a cada 10 anos, e busca entender a mobilidade e a forma como as pessoas se deslocam na Região Metropolitana de São Paulo, o que possibilita mapear os deslocamentos da população e as atividades econômicas da metrópole para o planejamento do transporte público.

Ela começou a ser feita em 1967, e se tornou uma ferramenta estratégica para a gestão eficiente.

Graças à pesquisa OD, as administrações públicas podem também desenvolver políticas de saúde, educação, segurança pública e desenvolvimento urbano.

“Na última edição, feita em 2017, foram 11 meses de trabalho para a coleta das informações com 156 mil pessoas nas 39 cidades que formam a Região Metropolitana de São Paulo. As entrevistas foram feitas em residências e também em rodovias, aeroportos e terminais rodoviários”, informa o Metrô de SP.

O relatório final e o banco de dados completo estão disponíveis pelo Metrô no site http://www.metro.sp.gov.br/pesquisa-od/ .

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta