Cidades da Grande São Paulo divulgam balanços de ações durante ‘toque de restrição’ do fim de semana

Em Santo André, 34 bairros foram vistoriados no primeiro dia da medida. Foto: Angelo Baima / PSA.

Abordagem a veículos e interdições de estabelecimentos comerciais estão entre as principais formas de fiscalização adotadas pelos municípios

JESSICA MARQUES

As cidades da Região Metropolitana de São Paulo divulgaram nesta segunda-feira, 1º de março de 2021, os balanços das principais ações realizadas durante o “toque de restrição” do fim de semana.

A medida foi implementada pelo governador João Doria, restringindo atividades as 23h às 05h em todo o Estado, de 26 de fevereiro a 14 de março. O objetivo é o enfrentamento da pandemia de covid-19.

As prefeituras ainda podem determinar medidas mais duras do que as estipuladas pelo Governo do Estado. No ABC Paulista, os prefeitos decidiram criar regras próprias de restrição à circulação.

Relembre:

Confira como vai ser a mobilidade no “lockdown” do ABC

Confira abaixo as ações realizadas por cidade:

GUARULHOS

Os fiscais da Secretaria de Desenvolvimento Urbano de Guarulhos autuaram 17 estabelecimentos entre os dias 26 e 28 de fevereiro, primeiro fim de semana com a restrição de circulação imposta pelo governo estadual.

Os estabelecimentos, que ficam nos bairros Jardim Rossi, Parque Alvorada, Jardim Divinolândia, Jardim Palmira, Jardim Bela Vista, Vila Galvão e Centro, estavam descumprindo as determinações de horário e não aglomeração, gerando perturbação do sossego, além de não terem licença de funcionamento. Ao todo, 11 locais tiveram de encerrar as atividades no momento e nenhum foi lacrado ou interditado.

“A cidade é obrigada a seguir as determinações do Plano São Paulo, sendo assim, é essencial que os comerciantes tenham consciência e atendam às determinações. Só iremos superar este momento se nos conscientizarmos”, comentou Bruno Gersósimo, titular da Secretaria.

Ao todo, 75 locais foram visitados pelos agentes nos bairros Gopoúva, Jardim Rossi, Jardim Cumbica, Jardim Adriana, Parque Alvorada, Jardim Divinolândia, Vila Nova Bonsucesso, Jardim Palmira, Jardim Álamo, Inocoop, Jardim Lenize, Vila Galvão, Jardim Flor da Montanha, Centro, Jardim Bela Vista, Jardim Monte Carmelo, Jardim Santa Mena, Jardim Eusonia e Jardim Santa Emília.

A Prefeitura decidiu seguir o que o governo estadual decretou na última semana, que todo o Estado de São Paulo teria, a partir da última sexta-feira (26), restrições de circulação entre 23h e 5h.

Farmácias, hospitais e postos de combustível são considerados serviços essenciais e podem funcionar durante o período de toque de recolher, que ocorrerá todos os dias até 14 de março.

Serviços de entregas também estão suspensos nesse período, a não ser para farmácias 24 horas. Sendo assim, bares, adegas e outros estabelecimentos que realizam entregas durante a madrugada não poderão trabalhar no período. Lojas de conveniência em postos não podem funcionar.

OSASCO

A Guarda Civil Municipal realizou operações para combater aglomerações em festas, bares e em ruas com utilização de carros equipados com som.

As equipes dispersaram uma festa na Serra dos Itatins, no Três Montanhas, uma aglomeração no Flamenguinho, no Jardim Piratininga, além de intervenções em vários bares pela cidade.

ABC PAULISTA

SANTO ANDRÉ

As ações de fiscalização da Prefeitura de Santo André no primeiro fim de semana do lockdown noturno resultaram em nove interdições por aglomeração, aplicação de nove multas e vistoria de cerca de 300 estabelecimentos. Os dados são resultado das operações feitas entre a noite da última sexta-feira (26) e a madrugada desta segunda-feira (1º).

O lockdown noturno, que restringe funcionamento das atividades das 21h às 4h, entrou em vigor no último sábado (27), mas desde sexta-feira Santo André tem intensificado as abordagens para evitar a disseminação do novo coronavírus. Foram realizadas ações em mais de 30 bairros.

Relembre:

Santo André (SP) vistoria 34 bairros em primeiro dia de ‘toque de restrição’

Uma das ocorrências que resultou em interdição ocorreu no bairro Campestre. Equipes flagraram no sábado um bar improvisado funcionando em um imóvel residencial na rua das Figueiras, com aproximadamente 100 pessoas aglomeradas em um único espaço, todas sem máscara e desrespeitando o distanciamento social.

Os vizinhos relataram que as festas naquele endereço eram constantes, incomodando a todos pela perturbação ao sossego. Neste caso, além da interdição, medidas administrativas serão tomadas contra os moradores proprietários do estabelecimento e residentes do imóvel.

As ações de fiscalização fazem parte da Operação Comércio Responsável, que atua desde o ano passado para verificar a obediência aos protocolos sanitários de prevenção contra o coronavírus. As ações contam com a participação de equipes do Departamento de Controle Urbano, Guarda Civil Municipal, Semasa, Polícia Militar e Polícia Civil.

Denúncias podem ser feitas por meio do aplicativo Colab, disponível para os sistemas Android e iOS.

SÃO BERNARDO DO CAMPO

A Prefeitura de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, informou que abordou 2.562 veículos nas barreiras sanitárias durante o primeiro dia do “toque de restrição”. Ao todo, foram realizados bloqueios em 18 pontos do município.

Para conter a circulação de veículos e pedestres na cidade das 22h às 4h, a Prefeitura implantou bloqueios de segurança em diversas regiões, entre elas as avenidas Kennedy (Jardim do Mar), Dom Pedro de Alcântara (Vila São Pedro), Pereira Barreto (Centro), Estrada dos Alvarengas, dentre outras. O patrulhamento de rotina e as rondas ostensivas também reforçaram a ação.

Relembre:

São Bernardo do Campo (SP) aborda 2,5 mil veículos em primeiro dia do ‘toque de restrição’

No segundo dia de vigência da Operação Toque de Recolher em São Bernardo, com bloqueios de segurança espalhados pela cidade, a Guarda Civil Municipal encerrou na noite deste domingo (28) um pancadão com mais de 200 pessoas, na região do Cafezal, no bairro Montanhão.  A festa irregular realizada em via pública foi dispersada horas antes do período de restrição à circulação de pessoas e veículos – das 22h e às 4h, com exceção de casos de emergência e urgência. Um veículo utilizado como carro de som na festa foi apreendido e levado ao pátio municipal.

Comandada pela GCM, com apoio das polícias Civil e Militar, a Operação Toque de Recolher realizou ainda nesta madrugada a prisão de 7 pessoas por embriaguez ao volante, enquanto uma lanchonete foi lacrada e autuada, no bairro Alvarenga, por desrespeito às normas sanitárias impostas por decretos municipais. A ação contou com participação da Vigilância Sanitária e de equipe de fiscalização da Secretaria de Obras e Planejamento Estratégico.

Durante a vigência da operação, das 22h de domingo (28) até às 4h desta segunda-feira (1º), um total de 1.317 veículos foram abordados nas barreiras sanitárias, enquanto 4.322 pessoas foram orientadas. Outras 8 aglomerações em praças e vias públicas foram dispersadas e 10 estabelecimentos fechados após orientação das equipes de fiscalização.

MAUÁ

Na primeira noite da “Operação Lockdown Noturno em Mauá”, agentes da Guarda Civil Municipal e fiscais da Vigilância Sanitária foram às ruas conferir o cumprimento das normas estabelecidas nos decretos municipais em vigor, para combater a disseminação da Covid-19 na cidade.

Na operação iniciada por volta das 18h de sábado (27/02) e encerrada às 4h de domingo, dos cerca de 200 estabelecimentos vistoriados, 155 deles fechados. Foram lavrados ainda 12 termos de intimação, 6 autos de infração e um deles multado e lacrado, pela comercialização e utilização de narguilés, que pode ser um importante veículo de contaminação pelo coronavírus, pois em sua utilização, as pessoas compartilham, o mesmo equipamento e muitas vezes o mesmo bocal.

Os agentes também interromperam dois bailes funks, nos jardins Cerqueira Leite e Oratório, e uma festa em bufê no Jardim Primavera. A GCM atendeu a cerca de 70 chamados e denúncias no número 153.

RIBEIRÃO PIRES

A prefeitura de Ribeirão Pires informou que entre 26 e 28 de fevereiro não houve nenhum registro de descumprimento do Toque de Restrição. Bares, restaurantes e comércios em geral funcionaram dentro do período estabelecido sem nenhum contratempo.

A Guarda Municipal trabalhou nas ruas com quatro equipes, fiscalizou 63 comércios (todos regulares) e realizou abordagens e averiguações.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta