Frota do BRT Rio corresponde a menos da metade da determinada, diz prefeitura

Sistema do BRT Rio enfrenta crise

De acordo com poder público, foram encontrados nas garagens apenas 199 veículos, em vez dos 413 estipulados na frota, conforme previsto em contrato

ADAMO BAZANI

Uma fiscalização da Secretaria Municipal de Transportes do Rio de Janeiro constatou que menos da metade da frota determinada do BRT Rio está em operação no sistema formado por três corredores: Transcarioca, Transoeste e Transolímpica.

De acordo com publicação oficial desta quinta-feira, 04 de fevereiro de 2021, fiscais da SMTR (Secretaria Municipal de Transportes) fizeram vistorias em 136 estações de BRT e nas garagens dos ônibus articulados.

“Foram encontrados apenas 199 veículos, em vez dos 413 estipulados na frota determinada, conforme previsto em contrato”.

A redução não se trata de ajuste de frota por causa da queda de demanda em decorrência à pandemia

Ainda segundo a publicação, o consórcio BRT Rio alegou que “a frota disponível no fim de 2020 era de 306: oito foram queimados, 94 estão quebrados e falta capacidade financeira para a manutenção”.

Segundo a prefeitura, um estudo revelou que nos dias úteis de janeiro, houve queda contínua da quantidade de ônibus em circulação na cidade.

“A situação se agravou muito nos últimos quatro anos”. – diz a nota da prefeitura sobre a frota.

A Secretaria Municipal de Transportes (SMTR) disse que já tem um plano de ação para reorganizar a distribuição das linhas do sistema BRT e diminuir a concentração  de  usuários  nas  estações. O objetivo é trazer maior regularidade ao serviço e minimizar as aglomerações.

A prefeitura informou que o estudo foi realizado com base em dados operacionais fornecidos pelo BRT e “complementado com um esforço da SMTR para a retomada da análise dos dados de GPS de ônibus e BRTs da cidade, que permitem monitorar o posicionamento dos veículos por satélite, e o acompanhamento online da frota em circulação”.

A SMTR diz que começou a desenvolver uma ferramenta de compartilhamento de informações sobre o BRT, com dados sobre cada corredor, com três escalas de prioridade: urgente, alta e média.

O Diário do Transporte pediu um posicionamento do BRT Rio

QUARENTA LINHAS RETOMADAS:

O Diário do Transporte noticiou nesta quarta-feira, 03 de fevereiro de 2021, que a prefeitura do Rio de Janeiro exigiu o retorno de 40 linhas de ônibus que foram desativadas pelas empresas que operam o transporte coletivo da cidade.

A SMTR (Secretaria Municipal de Transportes) informou que os consórcios já foram notificados e devem apresentar um cronograma de reativação. As linhas foram divididas entre “alta e média prioridade” para a população e o prazo para a retomada do primeiro grupo de itinerários é 30 de março, enquanto para o segundo é 30 de abril de 2021.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/02/03/prefeitura-do-rio-de-janeiro-exige-retorno-de-40-linhas-de-onibus-inoperantes-ate-abril/

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta