SPTrans libera gratuidade e meia-tarifa para estudantes em fevereiro

Para obtenção do benefício, é preciso pagar taxa de R$ 30,80. Foto: Adamo Bazani.

Alunos com aulas presenciais já podem solicitar ou renovar o Bilhete Único Estudante

JESSICA MARQUES

A SPTrans, que gerencia o transporte coletivo municipal da capital paulista, informou que vai começar a liberar em fevereiro as cotas de gratuidades e meia-tarifa para estudantes da Educação Infantil, Ensino Fundamental, Médio e Superior e EJA (Educação de Jovens e Adultos), de todas as escolas, tanto na rede pública quanto na rede privada.

Para isso, contudo, a Instituição de Ensino deverá enviar os dados dos alunos que terão aulas presenciais em 2021. A SPTrans divulgou o passo a passo para obtenção do benefício.

Confira:

Para receber a cota, o aluno deve informar à unidade escolar que deseja utilizar o Bilhete Único de Estudante, aguardar o envio dos seus dados de matrícula à SPTrans pela instituição de ensino e pagar a taxa de sete tarifas vigentes (R$ 30,80). O boleto é gerado para o estudante no site (http://estudante.sptrans.com.br/), para  pagamento na rede bancária ou em lotéricas. O cartão será encaminhado para a unidade de ensino em 20 dias após o pagamento.

Não é necessário imprimir o boleto, basta o número do código de barras para fazer o pagamento. Outra opção é o pagamento diretamente pelos aplicativos Ponto Certo, Qiwi, Cittamobi e Banco do Brasil (para correntistas).

Bilhete em casa

Os estudantes que retornam às aulas presenciais também podem solicitar o Bilhete Único com opção de receber o cartão em casa. A SPTrans, em parceria com União Nacional dos Estudantes (UNE) e com a União Municipal dos Estudantes Secundaristas de São Paulo (UMES), oferece esse serviço sem a necessidade de deslocamento.  

Basta fazer a solicitação no site da SPTrans (http://sptrans.documentodoestudante.com.br), preencher o cadastro com os dados solicitados (identidade e foto), cadastrar o endereço no qual quer receber o cartão e realizar o pagamento equivalente ao valor de dez tarifas (R$ 44) mais o custo do envio. O valor pode ser pago via boleto bancário ou cartão de crédito.

É importante utilizar uma foto recente e manter os dados atualizados. O bilhete é entregue em até 5 dias úteis após a confirmação do pagamento e dos dados.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta