Greve de ônibus em Teresina entra no segundo dia nesta terça (26)

Maior parte da frota está nas garagens. Foto: TV Clube

Motoristas e demais funcionários relatam que estão recebendo menos de um salário mínimo por mês e benefícios estão atrasados

ADAMO BAZANI

Entrou no segundo dia a paralisação de motoristas e demais funcionários dos transportes em Teresina (PI) nesta terça-feira, 26 de janeiro de 2021.

Nesta segunda-feira (25), a prefeitura decidiu que iria repassar R$ 600 mil para a categoria, quitando os débitos dos benefícios, como vale-alimentação e plano de saúde, mas os trabalhadores acharam insuficiente, agradeceram o que chamaram de “boa vontade” do poder público e decidiram na manhã desta terça-feira continuar a paralisação.

Segundo a categoria, o dinheiro seria suficiente para um vale de menos de R$ 200 para cada trabalhador.

Além dos atrasos nos benefícios, os profissionais se queixam que estão recebendo mensalmente menos de um salário mínimo nacional.

Apenas alguns ônibus estão circulando, cerca de 20, e a Strans (Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito) disse que cadastrou mais de 80 veículos alternativos para tentar reduzir os impactos da greve.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta