Com retorno à fase vermelha, Votorantim (SP) determina que Grupo São João amplie frota do transporte coletivo

Grupo é responsável por operar transporte público da cidade. Foto: Jorge Silva / Gazeta de Votorantim.

Objetivo é evitar aglomerações nos ônibus devido à pandemia de covid-19

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Votorantim, na Região Metropolitana de Sorocaba, no interior paulista, determinou que o Grupo São João amplie a frota do transporte coletivo. A medida entrou em vigor nesta terça-feira, 26 de janeiro de 2021.

O objetivo da medida é evitar aglomerações nos ônibus devido à pandemia de covid-19. Segundo a Prefeitura, os usuários do transporte coletivo que tiveram menor número de veículos circulando e maior horário entre eles, o que causou superlotação.

Por esse motivo, a prefeita Fabiola Alves assinou o decreto 6187/21 nesta segunda (25), determinando que a empresa mantenha a frota de ônibus em regular funcionamento em todo o município de Votorantim, inclusive aos sábados, domingos e feriados. O documento solicita ainda o aumento da frota nos horários de pico.

A administração municipal vai realizar a devida fiscalização para que não haja aglomeração no terminal, nos pontos de embarque e dentro dos coletivos, conforme detalhado por meio de nota.

O decreto justifica que as aglomerações podem acarretar a propagação do coronavírus e contribuir para o colapso do sistema de saúde municipal, pois a Região Administrativa de Sorocaba regrediu para a Fase Vermelha do Plano São Paulo de combate à pandemia.

Relembre:

Doria deixa todo Estado na fase vermelha em fim de semana e à noite. Em dias úteis, 22% da população em vermelho e 78% em laranja

“Recebi inúmeras reclamações dos usuários sobre a pouca oferta de ônibus nesta segunda-feira. A concessão foi renovada no final de dezembro do ano passado, com aumento das tarifas e o que se espera é que a população não seja exposta aos riscos de contaminação dessa maneira”, afirmou a prefeita, em nota.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta