Ônibus de Porto Alegre têm lotação limitada e empresas dizem que já compraram 9,6 mil litros de álcool em gel para colocar nos coletivos

Ônibus articulados estão autorizados a transportar 20 passageiros em pé e os convencionais, 15

Em torno de 100 profissionais atuam na desinfecção diária dos ônibus, dizem viações

ADAMO BAZANI

As empresas de ônibus de Porto Alegre anunciaram que desde quando a pandemia de covid-19 foi registrada no Brasil, em março de 2020, até o início de janeiro deste ano, compraram 9,6 mil litros de álcool em gel para os recipientes nos coletivos.

É uma das medidas, segundo a ATP (Associação dos Transportadores de Passageiros de Porto Alegre), para reduzir o risco de contágio pela doença nos transportes.

Um decreto da prefeitura (Decreto Municipal n° 20.742) limita a ocupação dos ônibus. Em modelos convencionais, podem ser transportados até 15 passageiros em pé e nos articulados, 20 pessoas em pé, além, claro, de todos os assentos ocupados.

As viações disseram ainda que os ônibus são higienizados a cada final de viagem e quando são recolhidos às garagens.

“Para esse trabalho, são recrutados 100 profissionais que usam produtos semelhantes ao da higienização hospitalar, garantindo melhor eficácia na limpeza. Também está sendo disponibilizado álcool gel dentro dos coletivos para maior segurança de passageiros e tripulação.” – diz nota da associação.

A ATP ainda diz que o índice de contaminação entre os funcionários das empresas de transportes privadas é de 3,98%, menor que a média da população em geral que, ainda de acordo com as viações, foi de 5,04% na média dos últimos seis meses.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta