Rondonópolis (MT) prorroga decreto de situação de emergência no transporte coletivo até junho de 2021

Município não consegue licitar transportes. Foto: Wheverton Barros / Gcom.

Prefeitura pretende municipalizar serviço com compra de 50 novos ônibus

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Rondonópolis, no Mato Grosso, prorrogou o decreto de situação de emergência no transporte coletivo até junho de 2021. A medida foi tomada após três licitações desertas na cidade, segundo a administração municipal.

O decreto com a medida foi publicado em 31 de dezembro de 2020. Assim, a empresa de ônibus Cidade de Pedra segue operando a concessão de forma precária.

O mesmo ocorreu em janeiro de 2020, quando a Prefeitura também estendeu a medida por não conseguir licitar o transporte.

Relembre:

Sem conseguir licitar transporte coletivo, Rondonópolis (MT) prorroga decreto de situação de emergência

COMPRA DE ÔNIBUS

O objetivo da Prefeitura é municipalizar o transporte coletivo. Para isso, informou que está realizando uma licitação para comprar 50 novos ônibus. Até o momento, cinco empresas demonstraram interesse.

Em novembro de 2020, foi concluído o processo licitatório da modalidade pregão eletrônico para o registro de preço e eventual aquisição dos veículos do transporte coletivo.

“A realização do pregão eletrônico permite que o município possa otimizar os recursos públicos e ter economia na compra dos produtos. Inicialmente o valor total previsto para a aquisição desses veículos era de R$ 27,9 milhões e com o término da licitação foi possível reduzir o valor para R$ 22,6 milhões”, informou a Prefeitura, em nota, na ocasião.

“O município já tem parecer favorável para obter o crédito por meio de financiamento bancário para a aquisição dos veículos e com a conclusão do processo o transporte público está mais perto de passar por uma verdade revolução na cidade”, considerou também.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta