Ceará lança licitação para bonde elétrico em Fortaleza

Avenida Beira Mar, por onde deverá passar o sistema de bondes. Foto: Reprodução / Google Maps.

Transporte será implantado na área central da capital, principal área turística da cidade

WILLIAN MOREIRA

O Governo do Estado do Ceará abriu uma licitação para contratar uma empresa responsável por construir, implantar e entregar um sistema de transporte por bonde elétrico em Fortaleza.

O aviso de licitação foi publicado na última quarta-feira, 30 de dezembro de 2020. Orçado em R$ 214,8 milhões, o bonde não tem a finalidade de substituir os meios de transporte existentes na cidade.

Segundo o governo, a intenção é oferecer mais uma opção de deslocamento para os moradores da cidade, além de o bonde ser voltado para o turismo, uma vez que ligará a região do Mercado de Peixes, a Avenida Beira Mar e o centro da capital, principal área turística de Fortaleza.

A previsão de conclusão da obra é de 15 meses a partir do seu início, incluindo os sistemas de comunicação dos bondes, sinalização e energia.

Diferentemente do padrão para este tipo de transporte, o novo sistema contará com alimentação por baterias ou supercapacitores, convertendo as ações de frenagem em energia, diminuindo ainda mais o tempo de construção, já que não será feita infraestrutura de rede aérea.

As composições, cada uma com dois ou três carros de passageiros, deverão possuir janelas panorâmicas para a observação do trajeto pelos usuários, sistema para a detecção de obstáculos no caminho para evitar acidentes com ciclistas, pedestres ou colisão com veículos. Os bondes deverão circular em velocidade média de 20 km/h.

Após a entrega de toda a obra, a MetroFor, que já opera o sistema metroviário, será a administradora dos bondes de Fortaleza, escolhida por ter experiência na operação de sistemas sobre trilhos.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta